CaixaBI volta a avaliar Corticeira Amorim. Vê “sinais positivos” em mercados importantes

O CaixaBI voltou a pôr os olhos no desempenho da Corticeira Amorim. Dá um potencial de valorização acima de 7% e a recomendação é "acumular", pois surgem "sinais positivos" vindos dos EUA e da China.

Os analistas do CaixaBI reiniciaram a cobertura das ações da Corticeira Amorim COR 0,19% , noticiou a Reuters. O banco entregou aos clientes uma nota de research onde atribui à empresa um fair value de 12,3 euros por ação, acima do preço de 11,36 euros a que os títulos estão a cotar esta quarta-feira. A recomendação dos analistas é “acumular”, face aos sinais positivos em mercados importantes.

Citado pela agência, o banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos (CGD) antecipa que a Corticeira Amorim vai continuar a “beneficiar de um momento positivo em termos de recetividade dos consumidores a produtos de cortiça, nomeadamente no mercado das rolhas, depois de anos de dificuldades devido à ameaça do TCA [um composto químico que infeta as rolhas de cortiça] e de alternativas às rolhas no segmento de vinhos”.

Do mesmo modo, a instituição reconhece “sinais positivos provenientes de importantes mercados como o norte-americano, mas também emergentes como o chinês”. Além disso, a companhia está a ampliar “algumas linhas de produto” e a envidar esforços para melhorar a sua eficiência operacional, fatores que, combinados, “devem ser importantes catalisadores de crescimento e margem”. Outro fator de relevo é a integração de “recentes aquisições”, como a Bourrassé, que “deverá começar a produzir resultados nos próximos trimestres no que diz respeito à margem operacional”, aponta o research do CaixaBI.

Neste contexto, o fair value, que é o preço das ações considerado “justo” pelo CaixaBI, é de 12,3 euros. Ou seja, o potencial de valorização ronda os 7,6% pela análise do CaixaBI, tendo em conta o preço de 11,36 euros dos títulos esta quarta-feira. Ainda assim, a opinião dos analistas não está a refletir-se nos mercados. O valor da Corticeira Amorim está a deslizar 1,22%.

Cotação das ações da Corticeira Amorim em Lisboa

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

CaixaBI volta a avaliar Corticeira Amorim. Vê “sinais positivos” em mercados importantes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião