Dívida pública atinge novo recorde. Está em 251,1 mil milhões de euros

A dívida pública aumentou 2,1 mil milhões de euros em outubro para 251,1 mil milhões de euros, revela o Banco de Portugal. Emissões de dívida explicam a evolução.

A dívida pública aumentou 2,1 mil milhões de euros entre setembro e outubro, para totalizar 251,1 mil milhões. Bate assim o recorde histórico de 250,52 mil milhões de euros fixado em maio, tendo o aumento resultado das emissões de dívida. Os dados foram disponibilizados pelo Banco de Portugal esta segunda-feira.

De acordo com a instituição liderada por Carlos Costa, em outubro a dívida pública portuguesa na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas usar no Procedimento dos Défices Excessivos, situou-se em 251,1 mil milhões de euros. Trata-se de um aumento de 2,1 mil milhões de euros face ao valor que se registava em setembro, com o endividamento público a atingir um novo máximo histórico.

A dívida pública nacional ultrapassou os 250.520 milhões de euros fixados em maio, que era até agora o valor mais elevado do histórico disponibilizado pelo Banco de Portugal. De acordo com a entidade liderada por Carlos Costa, para o aumento do endividamento verificado em outubro contribuem “essencialmente as emissões de títulos de dívida em 1,9 mil milhões de euros”.

Dívida pública já está acima dos 251 mil milhões

Fonte: Banco de Portugal

Em outubro, Portugal foi ao mercado por duas ocasiões. A 10 de outubro e a 17 de outubro. Na primeira ocasião colocou 782 milhões de euros em obrigações do Tesouro a dez anos, tendo regressado uma semana depois para emitir um valor global de 1.250 milhões de euros em bilhetes do Tesouro a três e 11 meses. Ou seja, um total de 2.032 milhões de euros.

No mesmo sentido evoluiu a dívida pública líquida. “Os ativos em depósitos das administrações públicas aumentaram 1,3 mil milhões de euros, pelo que a dívida pública líquida de depósitos registou um acréscimo de 0,8 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 224,5 mil milhões de euros“, adianta o Banco de Portugal.

O novo máximo histórico registado pela dívida pública nacional acontece poucos dias depois de o primeiro-ministro António Costa ter anunciado que o País vai pagar a totalidade da dívida remanescente ao Fundo Monetário Internacional (FMI) até ao final o ano. O anúncio foi feito, na passada quinta-feira, no encerramento do debate do Orçamento do Estado para 2019, na Assembleia da República.

(Notícia atualizada às 11:19 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Dívida pública atinge novo recorde. Está em 251,1 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião