Da seda à energia, cooperação sino-portuguesa é hoje “voltada para o futuro”, diz Xi Jinping

  • ECO
  • 3 Dezembro 2018

O Presidente da República Popular da China refere que "embora a China e Portugal se situem nos dois extremos da Eurásia", a amizade entre ambos é antiga e torna-se "cada vez mais sólida".

“Aqui…/Onde a terra se acaba/E o mar começa…”. Xi Jinping cita Camões para dizer que em 40 anos de cooperação entre Portugal e China a relação entre os dois países é de uma amizade “que transcende o tempo e o espaço” e é hoje “uma parceria voltada para o futuro”. Num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no Diário de Notícias, O Presidente da República Popular da China diz que para si é “uma satisfação genuína poder pisar novamente esta terra fértil”, a propósito da sua visita a Portugal, a convite do Presidente da República.

Nos últimos anos, Portugal tem respondido de forma bem-sucedida aos desafios trazidos pela crise da dívida soberana europeia, alcançando grandes êxitos em desenvolvimento da economia, divulgação da cultura nacional e promoção do progresso social”, refere Jinping.

O Presidente continua dizendo que, em quatro décadas de relações diplomáticas, “o relacionamento China-Portugal tem-se desenvolvido de forma estável e rápida, e tem percorrido uma trajetória invulgar”. “Desde sempre”, os dois lados confiam um no outro, “respeitam-se e ajudam-se, estabelecendo um bom exemplo da cooperação de ganhos compartilhados para os países de diferentes sistemas sociais, contextos históricos e tamanhos de território”.

Para o Presidente, tanto a China como Portugal estão, atualmente, numa fase crucial de desenvolvimento e ambas as partes devem agora comprometer-se a estreitar relações e a aumentar a cooperação, no âmbito da Parceria Estratégica Global China-Portugal. Para tal, os dois países vão “reforçar o intercâmbio de alto nível e ser amigos de respeito e confiança mútuos”.

Nos últimos anos, Portugal tem respondido de forma bem-sucedida aos desafios trazidos pela crise da dívida soberana europeia, alcançando grandes êxitos em desenvolvimento da economia, divulgação da cultura nacional e promoção do progresso social, o país antigo ganha cada vez maior vitalidade, razão pela qual o povo chinês muito aprecia enquanto amigo sincero do povo português.

Xi Jinping

Presidente da República Popular da China

A parte chinesa espera e acredita que a parte portuguesa vá continuar a desempenhar um papel ativo dentro da União Europeia, impulsionando o desenvolvimento da Parceria China-UE da paz, crescimento, reforma e civilização”, refere, não deixando de realçar a posição geoestratégica de Portugal, que liga a rota da seda terrestre e a rota da seda marítima.

“As duas partes podem (…) aumentar as trocas comerciais e criar novos pontos de crescimento para a cooperação nas áreas como automóveis, novas energias, finanças e a construção de portos, entre outras, bem como reforçar a cooperação em terceiros mercados, a fim de realizar benefícios mútuos e ganhos compartilhados numa esfera mais ampla”.

O Presidente fala ainda de uma aproximação a nível cultural, com a possível realização de festivais, da cooperação marítima e do reforço das coordenações multilaterais. “As duas partes têm posições semelhantes ou idênticas em muitas questões internacionais e regionais importantes. A parte chinesa está disposta a reforçar a comunicação e a coordenação com a parte portuguesa, no quadro da ONU, da OMC, bem como das outras organizações internacionais, sobre a governança global, as alterações climáticas, a reforma do Conselho de Segurança da ONU e outras questões”.

Jinping termina dizendo que as relações sino-portuguesas estão hoje mais desenvolvidas do que nunca. “Tenho a convicção de que, com os esforços conjuntos das duas partes, o navio das relações sino-portuguesas na nova era irá navegar, de velas enfunadas, a um futuro ainda mais brilhante, trazendo não apenas mais benefícios aos dois povos como também, sem dúvida nenhuma, contribuindo mais para a formação da Comunidade de Destino Comum da Humanidade”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Da seda à energia, cooperação sino-portuguesa é hoje “voltada para o futuro”, diz Xi Jinping

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião