Grupo PSA adquire totalidade da empresa de carros elétricos Emov

Através da Free2Move, o Grupo PSA, liderado por um português, assumiu o controlo da Emov. A empresa de carros elétricos conta atualmente com mais de 200 mil utilizadores em Portugal e Espanha.

As empresas apostam cada vez mais nos veículos elétricos e a nem a Emov escapou. A detentora dos carros elétricos que passeiam por Lisboa e Madrid foi adquirida na totalidade pelo Grupo PSA, que detém as marcas Peugeot, Citroën e Opel. Este controlo de capital aconteceu através da Free2Move que comprou a posição da empresa de mobilidade urbana Eysa, que detinha a Emov.

Dois anos após o lançamento da Emov, o Grupo PSA adquiriu a participação da Eysa na join venture. A Emov posicionou-se com sucesso no competitivo mercado de carsharing e conta atualmente com mais de 200 mil utilizadores e uma frota de 600 Citroën C-Zero 100% elétricos em Madrid e 150 em Lisboa, defendendo a mobilidade sustentável”, lê-se no comunicado, assinado por Brigitte Courtehoux, CEO da Free2Move.

Esta compra aconteceu através da Free2Move — a marca de mobilidade do Grupo PSA, iniciada em 2016 –, que adquiriu a posição da Eysa, que detinha a Emov. Faz parte de uma “estratégia de mobilidade” do Grupo PSA, liderado por Carlos Tavares, que tem vindo a expandir a sua atividade em várias cidades do mundo, tais como Wuhuan, na China, em setembro, Washington em outubro e Paris este mês.

“O Grupo PSA continua a investir com o objetivo de que as iniciativas derivadas de veículos de carsharing e, em geral, de novas formas de mobilidade, sejam um sucesso”, refere o comunicado. “A mobilidade partilhada, na qual a Emov assenta, é uma das sete supertendências identificadas pelo Grupo para redefinir e criar o futuro do automóvel”.

“A nossa decisão de obter a totalidade da Emov enfatiza o nosso compromisso com o desenvolvimento de um ecossistema de serviços partilhados eficiente e sustentável”, rematou Brigitte Courthoux.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Grupo PSA adquire totalidade da empresa de carros elétricos Emov

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião