Negociações com professores serão norteadas pela “transigência” e “sustentabilidade”

  • Lusa
  • 3 Janeiro 2019

O ministro da Educação indica que o Governo voltará às negociações com os sindicatos dos professores "de forma responsável", e lembra que "a concertação é importante".

O ministro da Educação disse esta quinta-feira que o Governo voltará “atempadamente” às negociações com os sindicatos dos professores, com “boa fé negocial” e “transigência”, tendo salvaguardado que a “sustentabilidade financeira” estará sempre nas prioridades a ter em conta.

“Voltaremos às negociações atempadamente e, nesse sentido, o Governo voltará às negociações de forma responsável, sempre com transparência, e com a boa fé negocial que demonstrou durante toda esta legislatura, acreditando também que a concertação é importante“, disse esta quinta-feira aos jornalistas o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, à margem de uma visita as obras de requalificação da EB 2,3/S Dra. Judite Andrade, em Sardoal, no distrito de Santarém.

Nesse sentido, continuou, “o Governo também voltará às negociações tendo em conta, sempre, a sustentabilidade financeira, que é algo que também tem estado sempre nas nossas prioridades”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Negociações com professores serão norteadas pela “transigência” e “sustentabilidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião