Ações da Impresa disparam 8% em dois dias em bolsa. É o efeito Cristina

Os títulos da empresa presidida por Francisco Pedro Balsemão estão a beneficiar da estreia de Cristina Ferreira na SIC. Em dois dias, o Grupo Impresa valorizou quase 8%.

Depois da estreia da Cristina Ferreira nas manhãs da SIC, esta segunda-feira, o Grupo Impresa brilhou na bolsa. Os títulos da empresa terminaram o dia a subir quase 2%. Em dois dias, o Grupo registou um ganho acumulado de aproximadamente 7,87% em bolsa.

A liquidez ascendeu a 1,6 milhões de ações, sendo que a média diária dos últimos seis meses é de 177,6 mil. Depois de atingir um máximo de 0,1678 euros, a empresa liderada por Francisco Pedro Balsemão encerrou esta sessão a somar 1,89% para 0,1618 euros.

Impresa dispara em bolsa

Na estreia, que até contou com uma chamada do Presidente da República, Cristina Ferreira venceu o antigo parceiro na TVI, Manuel Luís Goucha, e fez a estação de Carnaxide ganhar o dia. A apresentadora liderou as audiências com 35,5% de share, 5,5% de rating (audiência média) e 531,7 mil telespetadores.

Ao segundo dia Cristina continuou a fazer frente ao ‘Você na TV’, e conseguiu o dobro de share da concorrência direta, de acordo com os dados da Gfk. Mais de meio milhão de telespetadores ligaram a televisão no ‘Programa da Cristina’.

(Notícia atualizada às 17h15 com cotações de fecho)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ações da Impresa disparam 8% em dois dias em bolsa. É o efeito Cristina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião