TV paga puxa pelas receitas da Vodafone Portugal

A Vodafone Portugal fechou o terceiro trimestre fiscal com receitas totais de 261 milhões de euros, um aumento de 3% face a igual período do ano anterior.

A Vodafone Portugal continua a crescer. Fechou o terceiro trimestre fiscal, que terminou em dezembro, com receitas totais de 261 milhões de euros, um aumento de 3% face a igual período do ano anterior que, explica a operadora. As receitas de serviços cresceram quase tanto, evolução que se ficou a dever ao serviço de televisão por subscrição.

De acordo com a informação revelada pela operadora, as receitas de serviços ultrapassaram os 242 milhões de euros, um aumento de 2,9% quando comparado com o período homólogo. A Vodafone imputa este desempenho à “estabilização do segmento móvel e o crescimento sustentado do negócio fixo, particularmente em Pay TV”.

“De outubro a dezembro assiste-se, uma vez mais, a um crescimento na base de clientes fixos, que atinge 704 mil (mais 9,2%, em termos homólogos). Este resultado demonstra que o mercado reconhece a inovação e as características diferenciadoras da oferta da Vodafone”, destaca a empresa.

Enquanto no negócio fixo o crescimento está a ser expressivo, no móvel houve, agora, uma inversão da tendência recente. Depois de vários trimestres em queda, verificou-se um crescimento de 1,3% no número total de clientes e um aumento contínuo da base de clientes 4G (aumento de 20,8%).

“É com satisfação que vemos reconhecida pelos nossos clientes a adequação da nossa oferta ao evoluir do perfil de utilização dos serviços de telecomunicações neste período de transformação digital”, diz Mário Vaz, presidente executivo da Vodafone Portugal, em comunicado.

Comentários ({{ total }})

TV paga puxa pelas receitas da Vodafone Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião