Direto “Mais quatro meses nisto dará dano à CGD”. Macedo critica nova comissão de inquérito. Acompanhe a conferência em direto

Paulo Macedo apresenta as contas anuais do banco público no meio de uma tempestade mediática por causa da auditoria da EY. O tema vai marcar a conferência de imprensa. Mas não só.

Paulo Macedo apresenta os resultados anuais da Caixa Geral de Depósitos (CGD) numa altura em que o banco público está no centro de todas as atenções por causa das conclusões do relatório da auditoria da EY aos atos de gestão entre 2000 e 2015. Este tema vai marcar a conferência de apresentação das contas de 2018. Até setembro, contavam-se 370 milhões de euros em lucros e o número engordou no último trimestre. Dividendo ao Estado? Situação laboral? Comissões bancárias? Tem a palavra o presidente do banco.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Mais quatro meses nisto dará dano à CGD”. Macedo critica nova comissão de inquérito. Acompanhe a conferência em direto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião