Desemprego em Espanha tem a maior subida em cinco anos

  • Lusa
  • 4 Fevereiro 2019

Depois do Natal, o número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis aumentou em 83.464 pessoas em janeiro.

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis aumentou em 83.464 pessoas em janeiro, alcançando um total de 3.285,761, a maior subida mensal desde 2014.

Segundo os dados publicados em Madrid pelo Ministério do Trabalho, Migrações e Segurança Social de Espanha, o número de desempregados diminuiu em 190.767 pessoas quando comparado com o de há um ano atrás.

O setor dos serviços foi o principal responsável pelo aumento em janeiro do desemprego (mais 85.584), que apenas se reduziu no setor da construção e entre as pessoas sem emprego anteriormente.

Por outro lado, o número médio de inscritos nos serviços de Segurança Social espanhóis em janeiro era de 18.819.300 pessoas ocupadas, tendo registado uma descida mensal de 204.865 pessoas, o maior número desde 2013.

De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, Migrações e Segurança Social, a descida de inscritos de janeiro corresponde a um comportamento habitual, que reflete o impacto do fim da campanha da Natal, com uma maior descida nos setores do comércio e da hotelaria.

Comparando com janeiro de 2018, o número médio de inscritos subiu em 537.269 pessoas (mais 2,94%), para 18,81 milhões de pessoas, o maior número de ocupados desde 2008.

Comentários ({{ total }})

Desemprego em Espanha tem a maior subida em cinco anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião