Wall Street regressa aos ganhos com negociações entre EUA e China a animarem

Bolsas globais seguem em alta, no dia do regresso às negociações na Ásia. Nos EUA, são as negociações comerciais a animar os investidores.

Wall Street abriu esta segunda-feira em alta depois de ter fechado a semana passada flat. Apesar dos receios em relação à guerra comercial, as perspetivas de negociações entre os EUA e a China estão a animar os investidores. O sentimento positivo é generalizado às principais praças globais, no dia em que algumas bolsas asiáticas voltaram a negociar depois de uma semana de férias devido às celebrações do Ano Novo chinês.

O conselheiro sénior da Casa Branca, Kellyanne Conway, disse que o presidente Donald Trump está disponível para reunir-se com o homólogo chinês Xi Jinping proximamente. A garantia dada, em entrevista à Fox News, aconteceu depois de Trump ter afirmado que não havia planos para qualquer encontro antes de março. As negociações do mês passado terminaram sem qualquer acordo e com os EUA a dizerem que ainda será necessário muito trabalho.

“Estas negociações comerciais estão a ser vistas como positivas. Ainda há muita incerteza, mas há um padrão de os mercados abraçarem boas notícias mais do que as más notícias”, afirmou o economista-chefe da Raymond James, Scott Brown, em declarações à Reuters. “O mercado está a reagir à mudança nas notícias, mas não haverá mudanças significativas até que haja uma solução comercial”.

O índice industrial Dow Jones abriu a subir 0,33% para 25.187,97 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganha 0,24% para 2.714,50 pontos e o tecnológico Nasdaq avança 0,41% para 7.327,81 pontos.

Entre as empresas que mais sobem, destacam-se a reação da Boeing à revisão em alta do preço-alvo das ações pelos analistas do JP Morgan, que leva a uma valorização de 0,94%. As ações da Tesla ganham 2,53% após o CEO, Elon Musk, ter demonstrado intenção de resolver a falta de capacidade de resposta da empresa, na Noruega. Em sentido contrário, o Morgan Stanley anunciou esta segunda-feira a compra de um fornecedor de serviços administrativos empresariais, a Solium Capital, por 900 milhões de euros, e desliza 0,03% em bolsa.

No mercado cambial, a divisa norte-americana aprecia-se 0,34% contra o euro, para 1,285 dólares, e 0,63% contra a par japonesa, para 110,42 ienes. A yield das Treasuries a 10 anos sobe para 2,66%.

Comentários ({{ total }})

Wall Street regressa aos ganhos com negociações entre EUA e China a animarem

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião