Crédito ao consumo cresce 10%. Foram mais de 20 milhões por dia em 2018

O crédito ao consumo abrandou no final do ano. Foram 622 milhões de euros em dezembro, que fizeram disparar o total de 2018 para 7,35 mil milhões, um novo máximo desde 2013.

O crédito ao consumo abrandou pelo segundo mês consecutivo no último mês do ano. Foram 622 milhões de euros em dezembro, que elevaram o total de 2018 para 7,35 mil milhões de euros, um novo máximo desde pelo menos 2013. Por dia foram concedidos mais de 20 milhões de euros.

Dados divulgados pelo Banco de Portugal, nesta sexta-feira, mostram que os bancos e as financeiras disponibilizaram 622,4 milhões de euros em crédito ao consumo em dezembro, uma quebra de 2% face ao mês anterior, mas um aumento de 2,5% quando comparado com dezembro de 2017.

Apesar dessa quebra no último mês de 2018, a concessão de crédito ao consumo para a totalidade do ano atingiu um novo máximo desde pelo pelos o ano de 2013. No acumulado do ano, foram disponibilizados 7.354 milhões de euros em crédito ao consumo, um aumento de 10% face ao verificado em 2017.

Crédito ao consumo acelera

Fonte: Reuters

O aumento da concessão de crédito ao consumo insere-se num contexto de recuperação económica que leva as pessoas as sentirem-se mais disponíveis para assumirem compromissos financeiros perante a banca. Realidade que acontece apesar dos alertas que têm surgido relativamente ao risco que poderá decorrer de uma elevada exposição ao endividamento.

Já na terça-feira, dados do Banco de Portugal também já tinham apontado para um forte crescimento da concessão de crédito à habitação, que ascendeu a perto de dez mil milhões de euros no ao passado. Mais 19% do que o valor concedido com esse fim no ano anterior.

Automóvel puxa pelo crédito ao consumo

Esse crescimento foi alimentado sobretudo pelo crédito automóvel. Os bancos e as financeiras deram 3.120 milhões de euros em empréstimos com esse fim no ano passado. Trata-se de 42% do total do crédito ao consumo concedido, correspondendo ainda a um aumento de 12% quando comparado com o registado no ano anterior.

No que respeita ao último mês de 2018 foram disponibilizados 270,5 milhões de euros para a compra de carro, acima dos 251 milhões concedidos em novembro, mas ainda assim abaixo do máximo de 289 milhões registado em maio.

Também a categoria de outros créditos pessoais — onde se inserem os empréstimos sem finalidade específica como a compra de férias ou a aquisição de equipamentos para o lar — contribui para a forte subida dos níveis de concessão.

Em 2018, foram concedidos 3.069 milhões de euros com esse fim, 11% acima do valor disponibilizado na totalidade do ano anterior. Esta finalidade representou 41% da totalidade do crédito ao consumo disponibilizado em 2018.

Já o crédito pessoal para educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos registou uma subida mensal para 7,8 milhões de euros. No ano, foram concedidos 86,7 milhões de euros com esse fim, um aumento de 39,5% face ao total do ano anterior.

A categoria de cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto, por sua vez, verificou um aumento muito ligeiro nos níveis de concessão. Em dezembro, foram concedidos 99,2 milhões de euros com esse fim, 7,9% abaixo dos 107,6 milhões registados em novembro. No ano, o valor concedido totaliza 1.079 milhões de euros, um aumento ligeiro de 0,41% face ao verificado em 2017.

(Notícia atualizada às 11h44 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Crédito ao consumo cresce 10%. Foram mais de 20 milhões por dia em 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião