Cristina Casalinho: Saída do “lixo” traz franceses e asiáticos para a dívida nacional

  • ECO
  • 15 Fevereiro 2019

A presidente do IGCP explica que o regresso da dívida portuguesa ao nível de investimento aumentou "significativamente" a procura pelos títulos soberanos nacionais.

A recuperação da classificação de nível de investimento tem despertado “significativamente” o interesse pela dívida portuguesa, nomeadamente de novos investidores. Quem o diz é Cristina Casalinho, presidente do IGCP, que ao Jornal de Negócios (acesso pago) destacou a recuperação de investidores franceses e asiáticos.

“Com a recuperação de notação de investimento por todas as principais agências de rating no ano passado, a procura pelos títulos portugueses aumentou significativamente”, adiantou Cristina Casalinho, em respostas enviadas àquele jornal.

A responsável pelo IGCP destaca que o regresso da dívida a um nível de investimento permitiu “a participação de novos investidores, designadamente fundos de gestão passiva que seguem índices de obrigações, que não incluíam Portugal no passado”e “os investidores, que já compravam dívida portuguesa, puderam incrementar as suas posições”.

Cristina Casalinho adiantou ainda que, em termos de alterações na base de investidores, as mudanças mais significativas foram “a recuperação do mercado francês e o maior envolvimento por parte de investidores asiáticos”.

As declarações da responsável pelo instituto que gere a dívida nacional são conhecidas no dia em que a Moody’s, a última agência a tirar Portugal de “lixo”, tem agendada uma possível ação de rating para o país.

Comentários ({{ total }})

Cristina Casalinho: Saída do “lixo” traz franceses e asiáticos para a dívida nacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião