Seguro de Buffett não impediu perda de 1,4 mil milhões de euros do Deutsche Bank com um único investimento

  • ECO
  • 21 Fevereiro 2019

Gestão do banco chegou a considerar rever as contas dos últimos anos devido a negócio ruinoso com obrigações municipais, revela o Wall Street Journal.

O Deutsche Bank perdeu 1,6 mil milhões de dólares (cerca de 1,4 mil milhões de euros) numa única transação de obrigações, na qual tinha feito um seguro com a Berkshire Hathaway de Warren Buffett, segundo noticia esta quinta-feira o Wall Street Journal (acesso pago / conteúdo em inglês).

Em 2007, o banco alemão comprou um portefólio de 7,8 mil milhões de dólares (6,9 mil milhões de euros) em obrigações municipais e, no ano seguinte, pagou mais 140 milhões de dólares (123,5 milhões de euros) por um contrato de proteção contra default da Berkshire Hathaway.

Na década seguinte, os gestores do Deutsche Bank terão atrasado o reconhecimento das perdas com o negócio, o que gerou um debate interno entre executivos e o auditor do banco, segundo relata o WSJ. Em 2016, o banco viu-se finalmente obrigado a reconhecer a perda, vender os ativos e cancelar o contrato com a seguradora de Warren Buffet.

No ano passado, ainda estaria em cima da mesa a hipótese de reajustar as contas devido ao negócio ruinoso, revela o jornal norte-americano. “Esta transação foi desfeita em 2016 como parte do encerramento da nossa unidade de operações não essenciais”, afirmou um porta-voz do banco ao WSJ. “Advogados e auditores externos reviram a transação e confirmaram que estava em linha com os padrões e práticas de contas”.

Comentários ({{ total }})

Seguro de Buffett não impediu perda de 1,4 mil milhões de euros do Deutsche Bank com um único investimento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião