Despesas pagas e 1.500 dólares mensais… Startup recruta portugueses para viajarem pelo mundo

Seis meses a viajar, despesas pagas e 1.500 dólares mensais. É assim que pode passar metade do próximo ano, caso seja um dos candidatos escolhidos para realizar o programa YourBestLife.

Seis meses a viajar pelo mundo, com despesas pagas e, ainda, 1.500 dólares mensais. É assim que pode passar metade do próximo ano, caso seja um dos candidatos escolhidos para realizar o programa YourBestLife. Criado por uma startup portuguesa, este projeto vai levar sete participantes a visitar dez países, em quatro continentes, e promete uma viagem de lazer, de voluntariado e, ao mesmo tempo, de formação.

O objetivo do programa passa por “desenvolver competências interpessoais, impactar comunidades locais e inspirar histórias e ações”, pode ler-se em comunicado. Competências que o YourBestLife considera serem cada vez mais valorizadas pelas empresas durante os processos de recrutamento.

A melhor parte é que todas as despesas da viagem — incluindo voos, alimentação, alojamento, seguros, formações e atividades de lazer — são garantidas pelo próprio programa. E, como se não bastasse, os participantes ainda vão receber, adicionalmente, 1.500 dólares mensais para suportar as suas despesas extra.

Entre os dez países de destino estão Costa Rica, Perú, África do Sul, Índia, Indonésia, Irlanda e Portugal. Todos eles foram escolhidos de forma a oferecer uma visão global aos níveis de localização, clima, cultura e desafios.

Mas, para ser um destes sete viajantes tem de ter entre 18 e 35 anos. De resto, o programa destina-se a participantes internacionais, que podem ser viajantes, escritores ou, simplesmente, apoiantes de causas sociais. “A abrangência de perfis reforça o objetivo de abrir o programa a todo o público interessado em histórias e viagens, incluindo viajantes e não viajantes”, refere o comunicado.

As inscrições para a primeira edição do YourBestLife estão abertas até ao mês de novembro e a seleção está a cargo da Randstad Portugal, que é um dos parceiros centrais do projeto, paralelamente à Sony e à WeChangers.

Comentários ({{ total }})

Despesas pagas e 1.500 dólares mensais… Startup recruta portugueses para viajarem pelo mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião