Economia abranda menos que o esperado. Mas não evita quedas em Wall Street

A maior economia travou um pouco no final do ano passado, mas os analistas esperavam um cenário de abrandamento mais acentuado. Bolsas americanas cedem no arranque da sessão.

Os dados da maior economia do mundo saíram melhor do que o esperado pelos analistas. Afinal, travão no PIB dos EUA não foi tão forte quanto o esperado no último trimestre. Ainda assim, apesar dos números relativamente positivos, Wall Street está a negociar em terreno negativo.

De acordo com o Departamento do Comércio dos EUA, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 2,6% no quarto trimestre do ano passado. Mas os economistas sondados pela Bloomberg apontavam para um cenário pior: uma expansão do PIB de apenas 2,3%.

“Os números do PIB foram sólidos como uma pedra, não há sinais de abrandamento”, referiu Naeem Aslam, analista da Think Markets, citado pela Reuters. “A maioria dos participantes do mercado estavam à espera de um número fraco e isto é uma surpresa”, referiu.

Foi uma surpresa positiva, mas não chegou para animar as bolsas americanas neste arranque de sessão. O S&P 500 segue a perder 0,18% para 2.787,28 pontos. Também o industrial Dow Jones e o tecnológico Nasdaq perdem 0,06%.

Antes da divulgação destes dados ao início da tarde, o sentimento dominante já não era favorável para ganhos, isto depois de o encontro entre Donald Trump e Kim Jong Un, no Vietname, ter terminado de forma abrupta e sem acordo entre EUA e Coreia do Norte em relação ao programa de desnuclearização norte-coreana.

Comentários ({{ total }})

Economia abranda menos que o esperado. Mas não evita quedas em Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião