BCE mantém juros. Avança com nova ronda de financiamento aos bancos

A entidade liderada por Mario Draghi manteve as taxas de juro de referência da Zona Euro, mas anunciou uma nova ronda de operações TLTRO a começar em setembro.

Mario Draghi mudou o discurso. Não mexeu nas taxas de juro de referência da Zona Euro, antecipando agora que estas se mantenham neste nível até, “pelo menos”, final do ano. Ao mesmo tempo, colocou em cima da mesa uma nova ronda de financiamento aos bancos. Vem aí uma terceira ronda de TLTRO, decisão que surge num período marcado por crescentes riscos para a economia.

A decisão do BCE foi de manter a atual política monetária tal como está. Mais em concreto, a taxa de juro aplicável às operações principais de refinanciamento mantém-se em 0%, enquanto as taxas de juro aplicáveis à facilidade permanente de cedência de liquidez e à facilidade permanente de depósito permanecerão em 0,25% e -0,40%, respetivamente.

O comunicado BCE divulgado nesta quinta-feira sinaliza a mudança de discurso da entidade responsável pela política monetária da Zona Euro. Se até agora, o verão de 2019 era apontado como a ocasião para uma eventual mexida nos juros de referência, a entidade liderada por Mario Draghi estende agora esse prazo para, pelo menos, até ao final do ano.

“O Conselho de governadores espera agora que as taxas de juro diretoras do BCE se mantenham nos níveis atuais, pelo menos, até ao final de 2019 e, em qualquer caso, enquanto for necessário para assegurar a continuação da convergência sustentada da inflação para níveis que estão abaixo, mas próximos, de 2% no médio prazo”, afirmou a entidade liderada por Mario Draghi, em comunicado, após o Conselho de Governadores que decorreu esta quinta-feira.

Mas mais do que isso, e tal como já era previsto, BCE pretende avançar com novos estímulos através dos bancos já no final do verão. Anunciou que vai começar em setembro de 2019, com prazo de conclusão previsto em março de 2021, com uma terceira série de operações de refinanciamento de prazo alargado — TLTRO-III –, com maturidade de dois anos.

“Estas novas operações vão ajudar a preservar as condições de financiamento bancário favoráveis e suavizar os efeitos da transmissão da política monetária“, diz o BCE.

Ao abrigo deste programa, a entidade liderada por Mario Draghi esclarece que “as contrapartes têm acesso a até 30% do stock de empréstimos elegíveis à data de 28 de fevereiro de 2019 a uma taxa indexada à taxa de juro das operações principais de financiamento ao longo da vida de cada operação”. Ou seja, durante os dois anos destes empréstimos a taxa será de 0%.

À semelhança do atual programa de TLTRO que ainda decorre, a terceira ronda destas operações contará com benefícios que permitam que as condições de crédito se mantenham favoráveis, com o BCE a acrescentar que “mais detalhes sobre os termos exatos da TLTRO-III serão oportunamente comunicados“.

Em paralelo, o banco central da Zona Euro pretende continuar a sua política de investimento em dívida pública, não comprando ativamente como o fez nos últimos anos, mas através do reinvestimento dos juros e do capital libertado pelos títulos que tem no balanço.

O BCE diz que vai “reinvestir, na totalidade, os pagamentos de capital dos títulos vincendos adquiridos no âmbito do programa de compra de ativos durante um período prolongado após a data em que começará a aumentar as taxas de juro e, em qualquer caso, enquanto for necessário para manter condições de liquidez favoráveis e um nível amplo de acomodação monetária”.

Na conferência de imprensa que se segue, às 13h30, Mario Draghi dará mais pormenores sobre a política monetária do BCE.

(Notícia atualizada às 13h19 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

BCE mantém juros. Avança com nova ronda de financiamento aos bancos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião