Tesouro avança com novo leilão de Obrigações. Quer até 1.250 milhões de euros a sete e dez anos

A agência que gere a dívida pública anunciou esta sexta-feira que vai regressar ao mercado na próxima quarta-feira, dia 13 de março.

O Tesouro português vai voltar ao mercado na próxima quarta, para um leilão duplo de Obrigações do Tesouro (OT) a sete e dez anos. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP anunciou esta sexta-feira a realização da emissão de dívida pública, que tem um montante indicativo entre os mil e os 1.250 milhões de euros.

“O IGCP vai realizar no próximo dia 13 de março pelas 10h30 horas dois leilões das OT com maturidade em 21 de julho de 2026 e 15 de junho de 2029, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros”, anunciou o IGCP, em comunicado.

Trata-se da segunda vez este ano que o Tesouro procura captar financiamento de longo prazo com recurso a leilões. A primeira vez foi há um mês (13 de fevereiro), quando o IGCP se financiou em mil milhões através de duas emissões de OT a dez e quinze anos. E após uma emissão sindicada logo no início deste ano, em janeiro.

Nessa colocação de OT a 10 anos, Portugal conseguiu a taxa de juro mais baixa de sempre em leilões nesta maturidade em mercado primário — de 1,568% –, sendo que a procura ultrapassou a oferta em 2,17 vezes.

Este regresso aos mercados acontece depois de na última quinta-feira a taxa de juro da dívida soberana nacional a dez anos ter atingido um novo mínimo histórico, nos 1,35%, em mercado secundário. Esta sexta-feira, a yield destes títulos negoceia ainda nos 1,35%.

(Notícia atualizada às 13h21 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Tesouro avança com novo leilão de Obrigações. Quer até 1.250 milhões de euros a sete e dez anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião