Boeing recupera e sobe 1%. Wall Street em alta

As bolsas norte-americanas estão a cotar no verde, com os investidores animados pelos dados da inflação dos EUA. As ações da Boeing começam a recuperar das quedas recentes e sobem 1%.

Os principais índices norte-americanos abriram em alta, numa altura em que os investidores estão animados com os dados divulgados sobre a inflação dos Estados Unidos. Contudo, há ainda alguns receios quanto à nova votação parlamentar sobre o Brexit, que ocorre esta quarta-feira. A recuperar estão as ações da Boeing, que sobem 1%, depois de terem afundado ontem 6% na sequência do acidente com o Boeing 737 Max 8, no domingo.

O S&P 500 está a avançar 0,3% para 2.799,78 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq valoriza 0,4% para 7.621,38 pontos. Em Wall Street o sentimento é positivo, depois dos dados da inflação terem mostrado uma posição dovish (expansionista) da Reserva Federal dos Estados Unidos sobre futuros aumentos de juros, diz a Reuters (conteúdo em inglês).

A animar os mercados estão ainda as declarações de Robert Lighthizer, representante do Comércio norte-americano, que referiu que os Estados Unidos e a China podem estar nas últimas semanas de discussões para fechar um acordo sobre as tarifas aplicadas.

Apesar disso, os investidores estão ainda um pouco cautelosos face à nova votação do Brexit esta quarta-feira, depois de Theresa May ter sido novamente derrotada no Parlamento britânico.

O índice industrial Dow Jones segue a valorizar 0,34% para 25.642,6 pontos, impulsionado pela recuperação dos títulos da Boeing. As ações da empresa estão a subir 1,1% para 379,54 dólares, contrariando as quedas consecutivas dos últimos dias. Este bom desempenho acontece mesmo depois de a UE ter decidido encerrar o espaço aéreo a todos os voos realizados com Boeing 737 Max 8 e Max 9.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Boeing recupera e sobe 1%. Wall Street em alta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião