Apostas contra a libra britânica disparam para máximos deste ano

A instabilidade do Brexit fez disparar o valor da moeda, mas também o shortselling. Se o Parlamento não encontrar uma nova data para a saída da União Europeia, a libra poderá afundar.

Os deputados britânicos recusaram a hipótese de um Brexit sem acordo e o valor da moeda britânica disparou. Igualmente, também as vendas a descoberto (short selling) que apostam na queda da libra esterlina aumentaram para máximos desde dezembro do ano passado. Em tempos voláteis, o curso da divisa irá depender do possível adiamento do divórcio.

O Reino Unido não se entende quanto aos termos da saída da União Europeia (UE) e a incerteza colocou a libra esterlina na posição de moeda mais volátil do G10, de acordo com dados da Bloomberg. “Quanto mais próximos estivermos da data limite do Brexit sem uma solução clara, mais nervosos ficarão os mercados”, explicou Jingyi Pan, estrategista do IG Ásia, à agência. “As posições a descoberto vão continuar a acumular-se”.

O Parlamento britânico chumbou, esta quarta-feira, a hipótese de um divórcio sem acordo a 29 de março de 2019. A primeira-ministra conservadora apresentou uma moção que rejeitava o hard Brexit, mas a formulação não deixou os parlamentares satisfeitos, tendo sido apresentada uma emenda que estabelece a obrigatoriedade do divórcio ser acompanhado por um acordo.

Foi essa proposta que acabou por ser aprovada tendo emendado a moção original. A decisão levou a que a libra disparasse face ao dólar, tendo registado a maior valorização diária desde abril de 2017, de 2,1%. A libra esterlina acumula ganhos de 4% este ano e negoceia esta quinta-feira a corrigir 0,9% para 1,32 dólares, ainda nos valores mais altos desde junho de 2018.

Esta quinta-feira há uma nova votação, em que os parlamentares vão decidir se Theresa May deve ou não pedir mais tempo à UE para negociar os termos de saída. Caso esse adiamento não seja, contudo, aprovado pelos deputados, restam duas opções: ou o Reino Unido fica na União Europeia e o Brexit fica suspenso ou há um novo referendo. Qualquer uma das hipóteses tem de passar pelo Parlamento britânico e a palavra final é sempre da UE.

“A volatilidade não vai ficar por aqui e as oportunidades de trading intraday continuam”, afirmou Carla Maia Santos, sales team leader da XTB. “A grande volatilidade pode ser encontrada se a votação for rejeitada, ou seja, se o Parlamento rejeitar encontrar nova data para a saída da UE poderemos ver a libra a afundar, uma vez que estamos a 15 dias da saída do Reino Unido da UE e não há entendimento nem acordo entre as duas partes”.

Comentários ({{ total }})

Apostas contra a libra britânica disparam para máximos deste ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião