FC Porto vende Militão ao Real Madrid por 50 milhões

O FC Porto vendeu o defesa brasileiro Eder Militão ao Real Madrid por 50 milhões de euros, segundo acaba de confirmar a SAD portista em comunicado enviado à CMVM.

Eder Militão está de saída do FC Porto: muda-se para Madrid no final da época a troco de 50 milhões de euros.Hugo Delgado/EPA

O FC Porto vendeu o defesa Eder Militão ao Real Madrid por 50 milhões de euros, segundo acaba de confirmar a SAD portista em comunicado enviado à CMVM. Brasileiro muda-se para a capital espanhola no final da época.

“A FC Porto SAD vem informar o mercado que chegou a um acordo com o Real Madrid para a cedência, a título definitivo, dos direitos de inscrição desportiva do jogador profissional de futebol Eder Militão pelo valor da cláusula de rescisão de cinquenta milhões de euros, com efeitos no final da época”, anuncia o clube na informação partilhada esta quinta-feira no site do regulador dos mercados.

Eder Militão, 21 anos, transfere-se assim para a capital espanhola poucos meses depois de ter ingressado no clube português por quatro milhões de euros com o São Paulo a manter 10% dos direitos. O atleta internacional brasileiro chegou ao Dragão em julho passado, com a venda ao Real Madrid, os azuis-e-brancos conseguem uma valorização de 1.150% com o investimento realizado há apenas oito meses.

O brasileiro é mesmo o primeiro reforço do novo treinador dos merengues, o francês Zinedine Zidane.

Para o FC Porto, trata-se de um importante encaixe financeiro. Os grandes clubes nacionais são dos que mais dependem das receitas com transferências de jogadores nas suas contas, sendo um fator crucial de competitividade com os chamados tubarões europeus.

A SAD portista anunciou recentemente lucros pouco acima de sete milhões de euros relativo ao exercício do primeiro semestre da presente temporada. A participação na Champions, bem como a contabilização do contrato celebrado com a Altice para a cedência de direitos de transmissão televisiva, ajudou às contas do clube azul e branco.

Esta sexta-feira, o FC Porto conhece o seu adversário nos quartos-de-final da prova milionária, isto após ter superado os italianos da AS Roma nos oitavos. Poderá defrontar uma das seguintes equipas: Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Juventus, Barcelona e Ajax.

(Notícia atualizada às 11h28)

O ECO recusou os subsídios do Estado. Contribua e apoie o jornalismo económico independente

O ECO decidiu rejeitar o apoio público do Estado aos media, porque discorda do modelo de subsidiação seguido, mesmo tendo em conta que servirá para pagar antecipadamente publicidade do Estado. Pelo modelo, e não pelo valor em causa, cerca de 19 mil euros. O ECO propôs outros caminhos, nunca aceitou o modelo proposto e rejeitou-o formalmente no dia seguinte à publicação do diploma que formalizou o apoio em Diário da República. Quando um Governo financia um jornal, é a independência jornalística que fica ameaçada.

Admitimos o apoio do Estado aos media em situações excecionais como a que vivemos, mas com modelos de incentivo que transfiram para o mercado, para os leitores e para os investidores comerciais ou de capital a decisão sobre que meios devem ser apoiados. A escolha seria deles, em função das suas preferências.

A nossa decisão é de princípio. Estamos apenas a ser coerentes com o nosso Manifesto Editorial, e com os nossos leitores. Somos jornalistas e continuaremos a fazer o nosso trabalho, de forma independente, a escrutinar o governo, este ou outro qualquer, e os poderes políticos e económicos. A questionar todos os dias, e nestes dias mais do que nunca, a ação governativa e a ação da oposição, as decisões de empresas e de sindicatos, o plano de recuperação da economia ou os atrasos nos pagamentos do lay-off ou das linhas de crédito, porque as perguntas nunca foram tão importantes como são agora. Porque vamos viver uma recessão sem precedentes, com consequências económicas e sociais profundas, porque os períodos de emergência são terreno fértil para abusos de quem tem o poder.

Queremos, por isso, depender apenas de si, caro leitor. E é por isso que o desafio a contribuir. Já sabe que o ECO não aceita subsídios públicos, mas não estamos imunes a uma situação de crise que se reflete na nossa receita. Por isso, o seu contributo é mais relevante neste momento.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

FC Porto vende Militão ao Real Madrid por 50 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião