Adolfo Mesquita Nunes demite-se de vice-presidente do CDS para assumir cargo na Galp

  • ECO
  • 18 Março 2019

Mesquita Nunes explica que fez uma opção de carreira ao aceitar o convite de Paula Amorim para administrador não executivo da Galp. Deixa vice-presidência do partido em abril.

Adolfo Mesquita Nunes renunciou ao cargo de vice-presidente do CDS, para poder assumir o cargo de administrador não-executivo da Galp, avançou o Expresso (acesso pago) esta segunda-feira.

Numa carta enviada durante o fim de semana à presidente do CDS, a que o Expresso teve acesso, Mesquita Nunes explica que fez uma opção de carreira ao aceitar o convite de Paula Amorim. Para trás fica, assim, a atividade política.

“Lamento, mas compreendo”, disse Assunção Cristas, em declarações ao jornal, acrescentando que a renúncia foi acordada entre ambos quando Adolfo Mesquita Nunes a informou que iria aceitar o convite da Galp. Em causa não está uma questão de incompatibilidade, mas antes uma opção pessoal. O novo administrador não executivo da Galp já tinha sinalizado que não pretendia prosseguir a carreira política já que recusou em recandidatar-se a deputado nas legislativas de 2015.

Adolfo Mesquita Nunes abandona a vice-presidência em abril mas manterá a função de coordenar o grupo que está a preparar o programa eleitoral para as próximas legislativas.

Comentários ({{ total }})

Adolfo Mesquita Nunes demite-se de vice-presidente do CDS para assumir cargo na Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião