Lyft ganha à Uber na corrida à bolsa. Quer 2,1 mil milhões com IPO

A Lyft está mais perto de entrar em bolsa do que a Uber. Roadshow para vender ações da segunda maior plataforma eletrónica do mundo já arrancou.

A Lyft está à frente da Uber no processo de entrada em bolsa.Sergio Ruiz/Flickr

A Lyft, a maior rival da Uber, espera angariar até 2,1 mil milhões de dólares com a oferta pública inicial (IPO), o que deverá avaliar a empresa até um máximo de 18,5 mil milhões de dólares. O roadshow para convencer os investidores arranca esta segunda-feira.

A empresa norte-americana quer vender um máximo de 30,8 milhões de ações a um preço entre 62 e 68 dólares cada, de acordo com documentos regulatórios consultados pela Bloomberg (acesso condicionado). É a maior IPO de uma tecnológica desde que a Snap, dona da rede social Snapchat, entrou em bolsa há dois anos.

Os cofundadores, Logan Green e John Zimmer, deverão manter o controlo da empresa mesmo após a operação. Vão receber novas ações de classe B e cada uma terá os mesmos direitos de voto de 20 ações ordinárias, refere a agência.

A Lyft fica, assim, à frente da Uber no processo de entrada no mercado de capitais, numa altura em que a concorrente já submeteu à SEC — o regulador do mercado nos EUA — a primeira documentação necessária, mas de forma confidencial. Segundo a Bloomberg, a intenção da Uber é tornar essa informação pública em abril.

Comentários ({{ total }})

Lyft ganha à Uber na corrida à bolsa. Quer 2,1 mil milhões com IPO

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião