Prolongar cortes na produção? OPEP e aliados querem esperar até junho

  • Lusa
  • 18 Março 2019

A OPEP e os aliados, onde se insere a Rússia, recomendam esperar até ao fim de junho para se decidir sobre o prolongamento dos cortes na produção acordados em dezembro.

Os países da OPEP e dez outros produtores de petróleo defenderam esta segunda-feira que se espere pelo fim de junho para decidir sobre um eventual prolongamento do acordo sobre os cortes na produção decididos em dezembro passado. Os membros da OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo) e dez Estados membros liderados pela Rússia reuniram-se em Baku, no Azerbaijão, para avaliar a estratégia adotada, destinada a evitar uma descida dos preços de petróleo.

No final do encontro, o comité ministerial, que não tem poder de decisão, divulgou um comunicado a recomendar o cancelamento da reunião de ministros da OPEP prevista para abril e a esperar pela conferência de 25 de junho para decidir os objetivos de produção para a segunda metade de 2019. “Considerando que não é provável que os fundamentos do mercado mudem nos próximos dois meses, o comité ministerial conjunto de supervisão do acordo (…) recomenda que se cancele a reunião ministerial de abril”, refere o comunicado.

Preço do barril de brent desde o início do ano

Fonte: Reuters

O comité recomenda também que se realize uma nova reunião, ao mesmo nível da que teve lugar esta segunda-feira, durante o mês de maio, em Jeddah, na Arábia Saudita, destinada a avaliar de novo a situação.

No âmbito do acordo que entrou em vigor no passado dia 1 de janeiro, a OPEP e os países aliados comprometeram-se a retirar do mercado no primeiro semestre deste ano 1,2 milhões de barris por dia (800 mil por parte dos países da OPEP e 400 mil dos outros produtores).

O barril de Brent está a valorizar mais de 1% para 59,16 dólares, enquanto o crude soma 0,74% para 67,66 dólares.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Prolongar cortes na produção? OPEP e aliados querem esperar até junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião