Wall Street misto entre tensão comercial e confiança na Fed

O principais índices dos EUA tiveram rumos distintos. Enquanto antecipam um desfecho positivo da reunião da Fed, investidores receiam novos falhanços nas negociações comerciais com a China.

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram sem um rumo bem definido, a refletir sinais distintos para os investidores. Por um lado, mostram-se confiantes de que a reserva Federal (Fed) dos EUA vai revelar uma posição “paciente” relativamente à política monetária no desfecho da reunião que termina nesta quarta-feira. Mas ao mesmo tempo lidaram com novos sinais de alerta no que respeita às negociações sobre o comércio com a China.

O S&P 500 desvalorizou 0,37%, para os 2.832,57 pontos, em linha com as perdas de 0,1%, para os 25.887,38 pontos, do Dow Jones. Rumo distinto teve o Nasdaq, que somou 0,12%, para os 7.723,95 pontos.

O setor financeiro destacou-se pela negativa na sessão bolsista norte-americana desta terça-feira, depois de a Bloomberg ter reportado que a China não está a ceder aos pedidos dos EUA nas conversações sobre as tarifas comerciais.

“A China parece estar a recusar alguns dos termos para as negociações comerciais”, disse Bucky hellwig, presidente da gestora de fortunas BB&T, salientado que “os receios sobre o comércio voltaram a aparecer”.

Receios que ainda assim parecem ter sido travados pela expectativa de que nesta quarta-feira a Fed opte por não mexer nos juros de referência da maior economia do mundo. Cenário que ganha força depois de dados do Departamento do Comércio dos EUA terem revelado um aumento aquém do esperado das encomendas das fábricas.

Entre os melhores desempenhos da sessão, referência para a Ford Motor cujas ações somaram 1,5%, depois de a empresa anunciar que vai aumentar a produção dos SUV.

Já a NVIDIA avançou 4% após notícias a darem conta que a empresa fez uma parceria com o Softbank para um negócio no Japão e Coreia do Sul.

Comentários ({{ total }})

Wall Street misto entre tensão comercial e confiança na Fed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião