Há mais de 4.000 entidades a quem pode doar 0,5% do seu IRS. Saiba quais

Já está disponível no Portal das Finanças a lista das mais de 4.000 entidades que podem receber 0,5% do IRS dos contribuintes.

Já está disponível no Portal das Finanças a lista das 4.034 entidades habilitadas a receber 0,5% do IRS dos contribuintes. Como acontece nos demais anos, os portugueses podem escolher doar essa parcela a uma ou duas das entidades presentes nesta lista, que pode ser consultada na página pessoal do e-fatura, onde estão incluídos bombeiros, obras sociais, teatros ou jardins-de-infância.

Na lista das entidades aptas para receber essa doação estão os números de contribuinte de cada uma, que deverão ser indicados na declaração de IRS de cada contribuinte. Mas também há a opção de indicar já a entidade escolhida na página pessoal das Finanças.

Até aqui, escolher estas entidades apenas era possível no momento em que preenchia a declaração do IRS mas, este ano, o processo vai ser facilitado. O contribuinte pode escolher a entidade a quem doar 0,5% do IRS aquando do pré-preenchimento da declaração automática e, no momento de entregar o IRS, basta confirmar essa escolha. Este é um processo sem qualquer custo para o contribuinte.

Mas as poupanças não ficam por aqui. Para além desta parcela do IRS há ainda a possibilidade de doar a totalidade do benefício fiscal do IVA, derivada da poupança arrecadada com as faturas pedidas com número de identificação fiscal em restaurantes, mecânicos, cabeleireiros e alojamento. Mas esta opção representa uma perda para o contribuinte, já que deixará de poder deduzir o valor dessas faturas no seu IRS.

Todos os anos as entidades fazem campanhas para apelar à consignação. O número de entidades disponíveis tem vindo a aumentar: em 2018 eram mais de 3.700, o que significa que houve um aumento de cerca de 9% este ano.

Comentários ({{ total }})

Há mais de 4.000 entidades a quem pode doar 0,5% do seu IRS. Saiba quais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião