Regulador europeu multa Fitch em cinco milhões. Agência diz que “não houve impacto nos ratings”

A Autoridade Europeia de Mercados de Valores Mobiliários acusou três subsidiárias (britânica, francesa e espanhola) da agência norte-americana infringiu critérios de conflitos de interesse.

A agência de notação financeira Fitch foi multada em mais de cinco milhões de euros por falhas nos requisitos de conflitos de interesses na Europa. A Autoridade Europeia de Mercados de Valores Mobiliários (ESMA, na sigla em inglês), que é o supervisor deste tipo de entidades, chegou à conclusão que três subsidiárias da agência norte-americana foram, em parte, indiretamente detidas pelo mesmo acionista com sede em França.

“A ESMA multou três agências de notação financeira do grupo Fitch no total de 5.132.500 euros. As multas estão relacionadas com uma série de infrações em que as agências falharam, de forma negligente, o cumprimento de requisitos da Regulação das Agências de Rating em relação a conflitos de interesse, que entraram em vigor a 20 de junho de 2013″, anunciou a ESMA, em comunicado.

As subsidiárias em questão são a Fitch Reino Unido, a Fitch França e a Fitch Espanha. Entre junho de 2013 e abril do ano passado, 20% do capital das três foram indiretamente detidas pelo mesmo acionista, a Fitch Shareholder. Simultaneamente, este acionista tinha lugar nos boards das três entidades. A situação, associada à falta tanto de procedimentos adequados como de controlo interno, levou a ESMA a concluir que o grupo infringiu os critérios de conflito de interesses em várias atividades desenvolvidas.

Nenhuma destas infrações teve impacto nos resultados dos nossos ratings“, afirmou fonte oficial da Fitch, em declarações ao ECO. Disse estar “feliz por fechar deixar esta questão, que se relacionada com acontecimentos entre 2013 e 2016, para trás” e sublinhou que “já não existe um único acionista único” que possa ter lugar em vários boards. “Continuamos empenhos em cumprir com elevados standards de operação e no cumprimento de todos os regulamentos”.

A Fitch Reino Unido foi multada em 3,195 milhões de euros por ter, entre 2013 e 2015, emitido quatro novas avaliações de rating a instrumentos emitidos por entidades relacionadas com o acionista, enquanto a subsidiária espanhola irá pagar 1,125 milhões de euros por ter emitido oito ratings em situações semelhantes. Já a coima que recai sobre a subsidiária francesa, no valor de 812,5 mil euros, diz respeito a não ter revelado o conflito de interesses existente.

“A ESMA teve em conta as medidas voluntariamente adotadas pelas três subsidiárias da Fitch para assegurar que infrações semelhantes não seriam cometidas no futuro”, sublinha o supervisor europeu, acrescentando que qualquer uma das três agências do grupo poderá ainda contestar a decisão junto das Autoridades Europeias de Supervisão.

(Notícia atualizada às 15h30 com comentário da Fitch)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Regulador europeu multa Fitch em cinco milhões. Agência diz que “não houve impacto nos ratings”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião