May considera quarta tentativa de aprovar acordo para o Brexit no Parlamento britânico

  • ECO
  • 31 Março 2019

A primeira-ministra irá encontrar-se este domingo com os membros do Governo para tentar levar uma quarta proposta de acordo para o Brexit à Câmara dos Comuns, de acordo com o FT.

Theresa May estará a considerar uma quarta tentativa para aprovar, no Parlamento britânico, um plano de saída do Reino Unido da União Europeia (UE). A hipótese será explorada este domingo pela primeira-ministra britânica com os ministros, segundo noticia o Financial Times (acesso pago e em inglês).

A primeira-ministra irá encontrar-se este domingo com os membros do Governo para tentar levar uma quarta proposta de acordo para o Brexit à Câmara dos Comuns. Após o terceiro chumbo na passada sexta-feira, May tentará agora virar-se para os deputados Conservadores que não alinham com o seu plano e convencê-los de que poderão estar a deixar aberta a porta a um Brexit ainda mais suave, de acordo com fontes do jornal britânico.

A nova votação poderá acontecer já na próxima terça-feira, enquanto os deputados pró-UE procuram unir-se em torno de formas alternativas de avançar esta segunda-feira. A UE definiu 12 de abril como a data limite na qual o Reino Unido deverá sair do bloco sem acordo ou revogar o artigo 50.

A equipa de May também estará considerar a ameaça de uma eleição legislativa que ponha fim ao impasse, sendo que a primeira-ministra já tinha afirmado que se demitiria caso o plano para o Brexit não fosse aprovado. Para dissolver o Parlamento seria necessário o apoio de dois terços dos membros da Câmara dos Comuns, mas a posição não é consensual.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Alan Duncan, defendeu, em declarações ao jornal Observer, que “eleições gerais antes de o Brexit estar resolvido, só iriam piorar as coisas”. Já o líder da oposição, Jeremy Corbyn apelou a Theresa May para que convoque eleições. “Este acordo tem de mudar. Se a primeira-ministra não aceita isso, então tem de sair”, afirmou na sexta-feira, após o chumbo do acordo.

A Câmara dos Comuns rejeitou o acordo negociado por Londres e Bruxelas para a saída do Reino Unido da UE pela terceira vez, fazendo aumentar os receios em torno de uma saída desordenada. Já está agendada uma cimeira de emergência da UE. Com uma diferença de 58 votos, a maioria dos deputados britânicos ainda não está satisfeita com os “termos do divórcio” negociados por May com Bruxelas. Ao todo, houve 344 votos contra (234 trabalhistas, 35 DNP, 34 conservadores, 16 independentes, 11 Lib Dems, 10 DUP, 4 Plaid Cymru e 1 do Partido Verde) e 286 votos a favor (277 conservadores, 5 trabalhistas e 4 independentes).

O próximo capítulo do Brexit acontece na segunda-feira, com os deputados a discutirem as opções mais votadas (embora todas chumbadas) na sessão de votos indicativos que aconteceu na passada quarta-feira. O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, convocou imediatamente uma cimeira de emergência a 10 de abril, tendo em conta o resultado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

May considera quarta tentativa de aprovar acordo para o Brexit no Parlamento britânico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião