EDP está a perder quota no mercado livre da eletricidade há 13 meses

A elétrica mantém-se na liderança com uma quota de 81% dos clientes do mercado livre de eletricidade, mas em janeiro voltou a perder peso, tendência que se observa desde janeiro do ano passado.

A EDP Comercial mantém-se na liderança do mercado livre de eletricidade, com grande destaque, mas a distância face à concorrência continua a encolher em termos do número de clientes. Em janeiro, a elétrica liderada por António Mexia viu a sua quota descer novamente pelo 13.º mês consecutivo.

De acordo com o resumo informativo para o Mercado liberalizado de Eletricidade divulgado esta quarta-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), no mês de janeiro o número de clientes do mercado livre ascendia a cerca de 5,11 milhões. Este valor representa um crescimento líquido de cerca de 9,5 mil clientes (2,7%) face a dezembro de 2018. Desde janeiro do ano passado, o número de consumidores no regime de preços livres cresceu ainda 2,7%, a uma taxa média mensal de 0,2%.

No primeiro mês deste ano, 24.208 clientes passaram a ser fornecidos por um comercializador do mercado livre, dos quais 6.858 transitaram do mercado regulado e 17.350 entraram diretamente para as carteiras dos comercializadores em regime de mercado. Por oposição, 14.719 clientes optaram por sair daquele mercado.

No jogo de entradas e saídas de clientes, a EDP Comercial mantém a liderança do mercado de eletricidade com cerca de 81% do total de clientes no mercado livre, mas segundo nota a ERSE a elétrica do grupo EDP perdeu quota. A perda foi na ordem dos 0,2 pontos percentuais face a dezembro.

A elétrica foi “apanhada” no jogo de mudanças de operador que em janeiro ascendeu a 41.949 clientes. Apesar da grande distância face à concorrência, a EDP Comercial viu a Endesa e a Iberdrola aproximarem-se um pouco mais. As duas empresas viram as respetivas quotas de mercado avançarem 0,1 e 0,2 pontos percentuais, respetivamente, para 5,8% e 5,1%.

“Todas as demais comercializadoras mantiveram sensivelmente as suas quotas: a Galp (5,1%), a Goldenergy (1,7%), a GN Fenosa (0,6%), a PH (0,2%) e o conjunto de comercializadores agrupados na rubrica ‘Outros’ (1,0%)”, explica ainda a ERSE.

No que respeita a consumo, em janeiro, foi registado um aumento de 284 GWh face a dezembro, atingindo 43.360 GWh no mercado livre, o que representa um acréscimo de cerca de 3% face ao homólogo. O consumo no mercado livre atingiu em janeiro cerca de 93,8% do consumo total registado em Portugal continental.

Quanto ao consumo, a Iberdrola (17,1%), a Endesa (16,9%), a Fortia (3,4%), a Acciona (2,1%) e o conjunto de comercializadores agrupados em “Outros” (9,6%) aumentaram as suas quotas de mercado livre em 0,1 p.p., 0,1 p.p., 0,2 p.p., 0,2 p.p. e 0,5 p.p., respetivamente, em janeiro. Já a Galp (7,2%) e a GN Fenosa (2,1%) registaram uma redução de 0,4 p.p..

(Notícia atualizada)

Comentários ({{ total }})

EDP está a perder quota no mercado livre da eletricidade há 13 meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião