Juízes podem vir a ganhar mais do que o primeiro-ministro

  • ECO
  • 3 Abril 2019

Os socialistas propuseram uma alteração à lei que pode fazer com que centenas de juízes de tribunais superiores tenham aumentos salariais e recebam mais do que o primeiro-ministro.

Os juízes podem vir a receber um aumento de salário. O PS propôs uma alteração legislativa para eliminar o teto máximo que impede os magistrados de ganharem mais do que o primeiro-ministro, António Costa.

A proposta do PS, se for aprovada, fará com que centenas de juízes que trabalham nos tribunais superiores como os dois Supremos, as cinco Relações e o Tribunal Constitucional recebam aumentos salariais. O subsídio de compensação deve subir 100 euros e passar a ser pago em 14 meses.

A medida, que surge numa proposta de revisão do Estatuto dos Magistrados Judiciais, sendo previsível que venha igualmente a beneficiar os procuradores. Isto porque existe um princípio de paridade entre as magistraturas, segundo o Público (acesso condicionado).

A proposta do PS vem a público no mesmo dia em que se sabe que a proposta do Governo a diversas carreiras especiais da Função Pública, que prevê a recuperação de um número de anos de serviço de 70% do tempo que estas demoram a progredir, fará com que um juiz recupere mais tempo do que, por exemplo, os militares.

Segundo os cálculos do Jornal de Negócios (acesso pago), enquanto um juiz desembargador poderá recuperar até três anos e seis meses de serviço, um primeiro-sargento não recuperará mais do que um ano, 10 meses e 13 dias. A maioria dos dirigentes dos sindicatos que representam as carreiras especiais mostram-se contra a medida, à exceção dos juízes, sublinha o jornal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Juízes podem vir a ganhar mais do que o primeiro-ministro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião