Centeno não queria, mas Costa segurou-o no Governo

  • ECO
  • 13 Abril 2019

O ministro das Finanças não queria continuar no Executivo se o PS voltasse a formar Governo, mas António Costa não quer prescindir dos seus serviços.

Por razões familiares, mas também profissionais, o ministro das Finanças já tinha posto a hipótese de ficar de fora do próximo Executivo caso o PS voltasse a formar Governo. De acordo com o Expresso (acesso pago), Mário Centeno não tinha mesmo intenções de continuar a sentar-se no Conselho de Ministros, mas António Costa não quis abdicar dos seus serviços e, por isso, segurou-o.

Há cerca de três semanas, em entrevista à SIC, o ministro não excluiu a hipótese de não continuar no Governo para além de 2019, deixando para setembro uma resposta com certeza. Mas, de acordo com três fontes citadas pelo mesmo jornal, António Costa já disse a Centeno que não prescinde do seu serviço e que conta com ele para continuar para lá de 2019.

Para Costa, Centeno é um trunfo decisivo devido à sua condução das Finanças, sendo esse o primeiro argumento para o convencer a ficar. “Vão ter de contar com ele”, disse uma fonte próxima do primeiro-ministro, sublinhando que Mário Centeno é o mais popular deste Governo nas sondagens que avaliam os ministros.

O segundo argumento usado por Costa para segurar Centeno foi a presidência do Eurogrupo. O ministro foi eleito presidente do Eurogrupo no início de 2018, tendo um mandato para cumprir até meio de 2020, o que não seria possível se o país trocasse de ministro das Finanças até lá.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Centeno não queria, mas Costa segurou-o no Governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião