Implementação de medidas de alívio da dívida grega seria muito significativa, diz Centeno

  • Lusa
  • 5 Abril 2019

A implementação de medidas que permitiriam um alívio de mil milhões à Grécia seria significativa nas dimensões financeira e política, diz o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno.

O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, considerou esta sexta-feira que uma decisão favorável do fórum dos ministros das Finanças da zona euro sobre a implementação de medidas de alívio da dívida grega seria muito significativa também pela dimensão política.

“Uma avaliação positiva [pelas instituições do plano de reformas e da sua execução na Grécia] significará a possibilidade de dar um alívio de mil milhões de euros à Grécia. [Seria] muito significativo não só pela dimensão financeira, mas também pela dimensão política”, estimou à entrada para a encontro informal do Eurogrupo, em Bucareste, na Roménia.

Na quarta-feira, a Comissão Europeia anunciou que as autoridades gregas empreenderam as ações necessárias para cumprir “todos os compromissos específicos de reformas esperados para o final de 2018”, abrindo o caminho para os ministros das Finanças da zona euro, que em março adiaram a decisão sobre a implementação de medidas de alívio da dívida da Grécia, darem esta sexta-feira o aval ao desembolso de uma verba de mil milhões de euros.

Na versão revista das conclusões da segunda missão de supervisão reforçada à Grécia, publicada na quarta-feira, o executivo comunitário notava que o Governo grego providenciou “atualizações importantes nas medidas para apoiar a resolução para o crédito malparado e a estabilidade do setor bancário” e adotou legislação para assegurar a proteção das residências principais, as duas reformas por cumprir que mais preocupavam Bruxelas.

Já sobre o instrumento orçamental para a convergência e a competitividade da área do euro, “o tema mais importante” na extensa agenda da reunião desta sexta-feira do Eurogrupo, Mário Centeno detalhou que a discussão incidirá sobre a governaçãoa daquele, designadamente sobre como será gerido, quem tomará as decisões ou quais os critérios para a denominada capacidade orçamental da zona euro.

“É uma decisão muito importante porque mais integração da zona euro significa mais convergência e a criação de condições de competitividade para todos os países da zona euro”, realçou.

Em dezembro passado, Centeno recebeu um mandato dos chefes de Estado e de governo da zona euro para trabalhar numa proposta de uma capacidade orçamental própria para a convergência na zona euro, há muito defendida pelo Governo português, e que é suposto ser apresentada em junho de 2019.

O debate sobre a questão do financiamento, ou seja, a dimensão do envelope orçamental, que é o tópico que mais divisões causa neste fórum, só acontecerá no final do semestre.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Implementação de medidas de alívio da dívida grega seria muito significativa, diz Centeno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião