Governo e universidades em roadshow para atrair lusodescendentes

  • ECO
  • 22 Abril 2019

O Governo e as universidades querem convencer os lusodescendentes a estudar em Portugal e acenam com um contingente especial que reserva 7% das vagas em todos os cursos.

O Governo e as universidades portugueses estão a realizar uma campanha de charme junto das maiores comunidades emigrantes no estrangeiro para atrair lusodescendentes para as universidades portuguesas, acenando com um contingente especial que reserva 7% das vagas em qualquer curso para quem se candidate na primeira fase, avança o Diário de Notícias (acesso condicionado) na sua edição desta segunda-feira.

Segundo o jornal, Governo, universidades e politécnicos irão tentar captar novos estudantes no Luxemburgo, França, África do Sul, Alemanha, Bélgica, Estado Unidos e Suíça. Para tentar convencer os jovens lusodescendentes, o Executivo e as universidades tentam promover a ligação emocional ao país, mas também o mais baixo custo de vida em Portugal e a qualidade das universidades portuguesas.

O Governo tem promovido medidas para o regresso de emigrantes, para tentar combater a queda demográfica e algumas lacunas que já se começam a nota na força de trabalho. Uma dessas medidas é o programa Regressar, que cria um incentivo em IRS para os portugueses que tenham abandonado o país durante a crise e queiram agora voltar ao país.

Comentários ({{ total }})

Governo e universidades em roadshow para atrair lusodescendentes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião