Metro do Porto recebeu propostas de três empresas para fornecer novos veículos

  • Lusa
  • 30 Abril 2019

Foram apresentadas três propostas para fornecer 18 novos veículos à Metro do Porto, por 56,1 milhões de euros. A empresa escolhida ficará também responsável pela manutenção.

Três empresas apresentaram propostas para fornecer e fazer a manutenção de 18 novos veículos à Metro do Porto pelo valor base de 56,1 milhões de euros, revelou esta terça-feira à Lusa fonte da empresa.

O concurso público internacional tinha sido lançado em dezembro e terminou com a apresentação de três candidaturas, das empresas CRRC Tangsthan (chinesa), a Siemens Mobility e a Skoda Transportation. “Após a decisão [do júri do concurso] e assinatura do contrato, os novos metros começarão previsivelmente a ser entregues entre 2021 e 2023, ao ritmo de um por mês”, explicou fonte da empresa.

A Metro do Porto revela que, com este investimento, a frota da empresa “passará a contar com 120 unidades”, devendo as novas 18 composições ter uma “lotação mínima de 240 lugares, dos quais 60 serão obrigatoriamente sentados”.

De acordo com a Metro do Porto, as propostas dos candidatos vão agora ser apreciadas pelo júri do concurso, de acordo com três critérios: o preço (com um peso de 25%), a valia técnica (40%) e a capacidade, conforto e acessibilidade (35%).

O caderno de encargos do concurso define que os novos veículos devem “estar preparados para operar comercialmente nas diversas linhas da rede”. Por outro lado, as composições “têm de ter duas cabines e ser bidirecionais (como as atuais), atingindo uma velocidade máxima igual ou superior a 80 quilómetros por hora”.

Para além do fornecimento de 18 veículos, o candidato que vier a ser escolhido ficará também responsável pela “sua manutenção por um período de cinco anos”.

A empresa esclarece que a operação de reforço da frota da Metro está relacionada com o alargamento da rede, com a construção de uma nova linha no Porto, entre São Bento e a Casa da Música, e o prolongamento da linha Amarela, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, em Vila Nova de Gaia.

“As empreitadas para as novas linhas devem arrancar em breve, sendo que as obras de construção vão decorrer até 2023”, acrescenta a empresa. As novas linhas vão acrescentar seis quilómetros e sete estações à rede, representando um investimento global na ordem dos 300 milhões de euros.

Atualmente, a frota do Metro do Porto é constituída por 102 veículos: 72 do tipo Eurotram e 30 do tipo Tram-train. O Metro do Porto opera em sete concelhos com uma rede de seis linhas, 67 quilómetros e 82 estações, utilizada por mais de 62 milhões de clientes por ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Metro do Porto recebeu propostas de três empresas para fornecer novos veículos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião