Zenklub fecha ronda de 500 mil euros. Indico lidera investimento

A Zenklub é uma plataforma digital de saúde emocional que ligas pessoas a centenas de especialistas, incluindo psicólogos, coaches e psicanalistas.

A Indico Capital Partners continua a apostar no investimento. Desta vez, o montante a investir é de meio milhão de euros e vai direto para a plataforma de saúde digital Zenklub, que tem como objetivo conquistar o mercado da saúde emocional. O investimento da Indico vai, assim, ajudar a expandir a atuação da startup.

“Estamos muito entusiasmados em apoiar uma equipa que se está a focar nas necessidades de milhões de pessoas, começando no Brasil, um dos maiores mercados do mundo”, diz Stephan Morais, managing general partner da Indico, citado em comunicado. “A visão da Zenklub em promover o bem-estar emocional está inteiramente alinhada com a nossa tese de usar tecnologia para o impacto”, acrescenta.

Já José Simões, cofundador da plataforma de saúde digital — com sede em Lisboa e em São Paulo –, explica que a saúde comportamental é “um problema que ainda precisa de ser resolvido” e que esta nova ronda de capital vai, certamente, reforçar o investimento da Zenklub em produto, nomeadamente em data science, o que deverá proporcionar uma experiência mais personalizada aos clientes.

A Zenklub é uma plataforma de saúde emocional que liga pessoas a centenas de especialistas, incluindo psicólogos, coaches e psicanalistas. “As pessoas podem facilmente escolher um especialista ou usarem o serviço de recomendação personalizado para escolherem o melhor profissional para as sessões a realizar por vídeo ou chat”, explica a empresa, em comunicado.

Já os especialistas, além de acesso a novos clientes, têm também acesso a um site personalizado e a um escritório virtual, em modelo de subscrição, que lhes permite fazer a gestão dos seus clientes, bem como pagamentos. Ao todo, a Zenklub já proporcionou mais de 50 mil consultas online.

O objetivo é “mudar a forma como as pessoas desenvolvem a sua saúde emocional” e, ao mesmo tempo, “resolver o problema da ansiedade e depressão”, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a epidemia de saúde do século XXI.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Zenklub fecha ronda de 500 mil euros. Indico lidera investimento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião