Polícia Judiciária faz buscas na Autoridade Tributária

  • ECO
  • 14 Maio 2019

A PJ está a fazer buscas, esta manhã, nas Finanças, no âmbito de uma investigação sobre suspeitas de corrupção relacionadas com representantes da fazenda pública nos processos tributários.

A Polícia Judiciária está a fazer buscas em vários serviços da Autoridade Tributária, avançam a TVI24 e a Sábado. Em causa está, dizem esses órgãos de comunicação, uma investigação sobre suspeitas de corrupção, relacionadas com representantes da fazenda pública nos processos tributários. Há também nota de que o advogado António Taveira e uma funcionária das Finanças foram detidos por suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais

De acordo com a TVI24, a Polícia Judiciária acredita que a técnica superior do Fisco detida esta manhã passava informações privilegiadas ao jurista em causa, que assim conseguia antecipar-se e ganhar processos contra o Estado. Com este “esquema”, o Estado terá ficado prejudicado em milhões de euros em impostos.

Além dos serviços da Autoridade Tributária, estão a ser alvos de buscas esta manhã residências e até automóveis dos vários empresários representados por este jurista e que “beneficiaram” deste esquema por terem escapado às dívidas ao Fisco referidas. A TVI24 adianta ainda que, face a esta investigação, deverão ser reabertos os processos visados, podendo o Estado ser ressarcido das dívidas que não foram pagas.

Segundo a estação de televisão de Queluz, este esquema já estava a ser monitorizado pela Policia Judiciária há três anos. Esta é uma investigação da unidade nacional de combate à corrupção da Polícia Judiciária e decorre por articulação do departamento de investigação e do departamento de ação penal.

De acordo com fonte oficial do ministério das Finanças, citada pela Lusa, as buscas realizadas esta terça-feira acontecem na sequência de uma denúncia da Autoridade Tributária.

“Confirma-se. A situação que dá origem a este procedimento foi objeto de denúncia e comunicação pela AT às entidades competentes”, afirmou a fonte.

(Notícia atualizada às 12:01)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Polícia Judiciária faz buscas na Autoridade Tributária

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião