BRANDS' PESSOAS Os novos embaixadores da sua empresa

  • BRANDS' PESSOAS
  • 21 Maio 2019

Havendo colaboradores que se orgulham da marca, a compreendem e vivem os valores da organização será mais fácil demonstrarem-no em palavras, atos e publicações.

As comunicações feitas pelos colaboradores nas redes socais sobre os produtos e marcas das empresas em que trabalham é um reflexo do seu engagement. O impacto dessas comunicações para a imagem da empresa pode ser decisivo!

Todos nós reconhecemos a importância do “engagement” e de ter uma equipa unida e motivada. Em 2012 a Gallup lançou resultados de um estudo que marcou um ponto de viragem na abordagem e no nível de importância que os níveis de motivação têm no centro da organização. A análise do estudo demonstrou uma correlação positiva entre altos níveis de engagement e avaliação de colaboradores, o lucro, a produtividade, e inversamente proporcional diminuindo a rotatividade, os acidentes de trabalho, o roubo, o absentismo, entre outros. Estudos mais recentes (Pitt, Batha, Ferreira & Al Employee brand engagement on social media: Managing optimism and commonality, 2018) indicam-nos que 84% colaboradores motivados acreditam que podem melhorar a qualidade dos produtos/serviços e 72% acreditam que podem influenciar positivamente o serviço ao cliente.

De acordo com a Eurostat cerca de 47% das empresas da UE usaram pelo menos um tipo de rede social em 2017, sendo que mais de oito entre dez dessas empresas (84%) usaram as redes sociais para construir a sua imagem e comercializar produtos. Cada vez mais as empresas têm uma pegada significativa nas redes sociais, onde pesquisam informação, fazem parte da sua comunicação para clientes, fornecedores, colaboradores e à sociedade. Sendo uma ferramenta com uma abrangência de larga escala e baixo custo é um instrumento valioso para fazer passar comunicação institucional.

É igualmente uma ferramenta de comunicação dos colaboradores para o mundo. Assim, um dos produtos que resulta dos níveis de engagement, e que é mais visível, são as comunicações feitas nas redes socais. As comunicações feitas por colaboradores em sites como o Glassdoor, Facebook, Instagram ou Twitter vão patrocinar uma perceção mais ou menos positiva das marcas/empresas que integram. Se muitas destas comunicações têm uma abrangência curta já outras terão um alcance superior. É aqui que o employee engagement entra em ação. Se bem trabalhado e dirigido, a empresa terá uma fonte de informação positiva contribuindo para a construção de uma imagem de sucesso da empresa/marca.

Desta forma, em conjunto com outros vetores potenciadores de engagement, demonstra-se fulcral a construção de uma marca forte junto das pessoas que a integram, pois vai auxiliar os colaborares a compreenderem o cerne do que vendem, direta ou indiretamente, e perceber exatamente o que os diferencia no mercado. A ideia de que os clientes, fornecedores e interessados compreendam exatamente quais os elementos diferenciadores da empresa tem de começar nos seus próprios colaboradores. Vão ser estes que durante as suas interações vão conseguir passar a mensagem a outros.

Havendo colaboradores que se orgulham da marca, a compreendem e vivem os valores da organização será mais fácil demonstrarem-no em palavras, atos e publicações. Não porque são instruídos para tal, mas simplesmente porque lhes é natural partilhar nas redes sociais os seus gostos, atividades e sugestões. Um exemplo extremo são os colaboradores da Nike que escolhem tatuar o logotipo no seu corpo (New York Times, edição de 22 de maio de 1994), podendo desta forma mostrar o seu compromisso para com a marca – esta é uma imagem que se tornou viral com as redes sociais!

Naturalmente que as comunicações não podem ser feitas de forma aleatória e sem limite, para tal a organização necessita de auxiliar esses colaboradores, disponibilizando conteúdos disponíveis para partilha e, nos casos em que não existe essa disponibilidade, linhas de orientação sobre o tipo de comunicação permitida e os seus limites.

Sendo a comunicação empresarial estruturada algo que é feito e desenhado tem os seus limites, nem que seja pela capacidade de produção dos seus membros. O employee engagement pode ser uma das ferramentas de marketing da Organização, com uma abrangência alargada e estratégica, em que todos os membros da empresa conseguem veicular uma mensagem essencial e positiva com impacto e alcance muito superior no mercado. Uma partilha positiva é uma success story!… E todos os colaboradores da organização são potenciais embaixadores e para os seus produtos e marca.

A sua empresa tem uma estratégia de comunicação alicerçada em engagement?

Artigo da autoria de Joana Gonçalves Rebelo, Manager da EY

 

Comentários ({{ total }})

Os novos embaixadores da sua empresa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião