Freguesia de Lisboa vai começar a multar trotinetas e bicicletas no espaço público

  • Lusa
  • 24 Maio 2019

A partir de 1 de junho, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior vai passar a multar e a recolher os equipamentos, como trotinetas e bicicletas, que ocupam ilegalmente o espaço público.

A Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, anunciou esta sexta-feira que vai começar, a partir do dia 1 de junho, a multar e a recolher equipamentos como trotinetas e bicicletas que ocupam ilegalmente o espaço público.

Coincidindo com o início das Festas de Lisboa, a fiscalização da ocupação do espaço público de Santa Maria Maior — freguesia localizada na zona histórica da capital, que inclui os bairros de Alfama, Mouraria e Castelo — passa pela aplicação de coimas e pela “recolha de quaisquer elementos (onde se incluem trotinetas e bicicletas) que prejudiquem a circulação de peões, designadamente de pessoas com mobilidade reduzida”.

De acordo com a informação desta autarquia de Lisboa, publicada em edital, com base na legislação em vigor, “constitui competência própria das Juntas de Freguesia a manutenção e conservação de pavimentos pedonais e espaços públicos, salvaguardando a circulação dos peões, designadamente dos cidadãos portadores de deficiência”.

Neste sentido, o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho (PS), assegurou que vai “promover todas as iniciativas e cuidados que garantam aos peões uma circulação segura independentemente da sua condição de mobilidade”, segundo o edital, assinado na quinta-feira.

Das competências legais atribuídas às Juntas de Freguesia relativamente aos pavimentos pedonais e espaços públicos, o autarca de Santa Maria Maior afirmou que “resulta necessariamente a responsabilidade civil extracontratual da autarquia quando os peões sofram acidentes pelo facto de não se terem tomado quaisquer diligências, ou as mesmas serem deficientes”.

“É manifesto que o abandono (leia-se estacionamento não ordenado) de trotinetas e bicicletas nos passeios dificulta a circulação de peões e potencializa o perigo de acidentes com estes, além de constituir uma imagem desagradável de desleixo para com a via pública”, declarou Miguel Coelho, no edital, disponível nos pontos habituais de afixação.

A Lusa tentou falar com o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, para saber mais pormenores sobre esta ação de fiscalização, nomeadamente o valor das coimas, mas o autarca remeteu declarações para a próxima semana.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Freguesia de Lisboa vai começar a multar trotinetas e bicicletas no espaço público

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião