Reino Unido. Cidadãos europeus que não conseguiram votar vão processar governo

  • ECO
  • 25 Maio 2019

Campanha de crowdfunding quer angariar cem mil libras para apoiar cidadãos da UE que não conseguiram votar. Foi "uma negação sistemática e discriminatória de um direito fundamental", diz advogado.

Os cidadãos europeus que vivem no Reino Unido e viram recusado o direito a votar nas eleições vão processar o governo de Londres, avança este sábado o The Guardian (conteúdo em inglês).

“O direito ao voto é a base de todos os direitos de cidadania”, refere John Halford, especialista em Direito Público que está a apoiar os cidadãos da UE afetados. “Na última quinta-feira houve uma negação sistemática e abertamente discriminatória desse direito. O caso que procuramos levar à Justiça mostrará que isso é algo que não será tolerado pela Lei e que devem ser apuradas responsabilidades e consequências.”

Várias centenas de cidadãos europeus apresentaram queixa na última quinta-feira à Comissão Eleitoral britânica por não terem conseguido votar nas eleições europeias no Reino Unido. A Comissão Eleitoral justificou os problemas com o curto espaço de tempo que teve para organizar o escrutínio.

Para financiar o processo legal, foi lançada este sábado uma campanha de crowdfunding para apoiar todos os europeus que desejarem processar o governo britânico por negação do direito de voto. O objetivo é angariar 100 mil libras para financiar as despesas judiciais e analisar a melhor forma de cada um dos afetados ser ressarcido “por tratamento desigual” e “sofrimento emocional”.

Comentários ({{ total }})

Reino Unido. Cidadãos europeus que não conseguiram votar vão processar governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião