Costa destaca vitória dos partidos da Geringonça nas europeias

O primeiro-ministro salientou a vitória dos parceiros de governação do PS nas eleições europeias, enquanto a direita sofreu "uma derrota muito clara".

António Costa destacou a vitória dos parceiros de governação em conjunto com a do PS, nestas eleições europeias. Por outro lado, os partidos de direita, PSD e CDS, sofreram uma “derrota muito clara“, comentou o primeiro-ministro, em reação aos resultados das eleições para o Parlamento Europeu.

“É muito claro que o PS e os partidos que, com o PS, realizaram a atual solução governativa tiveram uma vitória na noite de hoje“, apontou António Costa, em declarações transmitidas pelas televisões. O PS alcançou cerca de 33,4% dos votos nestas eleições europeias, enquanto o PSD conseguiu 22,2%. Já o Bloco garantiu 9,8% dos votos e a CDU 6,7%.

Para o primeiro-ministro, é “evidente a derrota muito clara que o PSD e o CDS sofreram”. Costa ressalva a importância dos resultados destas eleições, já que “têm sido raras as vezes que o partido que está no Governo vence eleições europeias”. Para além disso, “este resultado significa um voto de confiança no PS”, acrescenta.

No panorama europeu, Costa sublinhou o “crescimento marginal das forças da extrema-direita e antieuropeias no conjunto do Parlamento”, relembrando que, mesmo assim, “há uma esmagadora maioria dos apoiantes do projeto europeu e dos progressistas”. “Os portugueses apoiam o projeto europeu e desejam que a Europa corresponda aquilo que são as principais necessidades”, complementou.

O cabeça de lista do PS para as europeias, Pedro Marques, celebrou também os resultados obtidos pelo partido. “A vitória do PS é um verdadeiro farol de esperança”, disse, destacando que ficaram “a mais de dez pontos percentuais do principal adversário”, fazendo referência ao PSD.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Costa destaca vitória dos partidos da Geringonça nas europeias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião