Visabeira vende 70 milhões em imobiliário e fica com a Pharol

  • ECO
  • 27 Maio 2019

O grupo liderado por Nuno Miguel Marques tem 70 milhões em ativos imobiliários em Portugal para venda. Já quanto à participação na Pharol, a Visabeira pretende mantê-la, pelo menos "para já".

O grupo Visabeira prossegue com a sua “política de reorganização e racionalização de recursos”, focado em tornar-se o maior prestador de serviços europeu de telecomunicações no próximo ano, mas sem perder de vista a cerâmica e cristalaria ou a hotelaria.

Neste momento, depois de ter vendido o negócio da saúde por 22,8 milhões de euros, “o que está em carteira com possibilidade de ser alienado são alguns ativos imobiliários”, avançou Nuno Miguel Marques, CEO da Visabeira, em declarações ao Jornal de Negócios (acesso pago). “Na nossa contabilidade, temos cerca de 70 milhões de euros de ativos imobiliários em Portugal para venda”, continuou, sem dar mais pormenores.

“Naturalmente que, sendo um grupo económico que está presente em diversos setores de atividade, estamos sempre atentos a potenciais aquisições para potenciais crescimentos, ou potenciais alienações”, disse o CEO da Visabeira.

Quanto à participação na Pharol, Nuno Miguel Marques diz que pretende “mantê-la” e esperar que “valorize”. “É uma participação que está detida para venda, mas, neste momento, não está nos nossos planos vender a Pharol de forma intensa”, afirmou. Manter este ativo financeiro em carteira, pelo menos “para já”, tem “sempre potencial de valorização”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Visabeira vende 70 milhões em imobiliário e fica com a Pharol

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião