Corticeira Amorim envolvida em projeto de agricultura urbana do futuro

  • Fátima Castro
  • 30 Maio 2019

Projetado por Tom Dixon, em parceria com o Ikea e com a Corticeira Amorim, o jardim do futuro será instalado em Londres e tem como objetivo a sensibilização para o consumo sustentável.

O designer britânico Tom Dixon desenvolveu, em parceria com a Ikea e com o apoio da Corticeira Amorim, um jardim com foco na agricultura urbana do futuro. O projeto foi distinguido com uma medalha de prata pelo Royal Horticultural Society.

Apresentado no Chelsea Flower Show, em Londres, o programa experimental de cultivo de plantas em ambiente urbano “Gardening will save the world” foi criado com cortiça e outros materiais 100% naturais, recicláveis e sustentáveis. A tecnologia permite que as plantas sejam cultivadas dentro de ambientes controlados durante todo o ano, incluindo uma variedade de plantas comestíveis.

Com este projeto Tom Dixon e a IKEA pretendem explorar soluções sustentáveis, acessíveis e inovadoras, que possam ser utilizadas pelo público para o cultivo de alimentos saudáveis e de plantas medicinais dentro das cidades. O modelo experimental de jardim tem como objetivo inspirar e encorajar as pessoas a cultivar e colher os seus próprios alimentos nas suas casas e nas comunidades urbanas.

O jardim vai ser instalado na Participatory City Foundation, durante cinco anos, com o objetivo de educar e sensibilizar para a importância do consumo sustentável. A iniciativa terá como objetivo criar um ecossistema acessível e inclusivo para envolver e educar as crianças e a comunidade sobre a importância e o prazer de cultivar seus próprios produtos.

 

O jardim do futuro foi criado com cortiça e outros materiais 100% naturais, recicláveis e sustentáveis. Será instalado em Londres e tem como objetivo a sensibilização para o consumo sustentável.

 

Para Cristina Amorim, da Corticeira Amorim “foi muito gratificante colaborar neste projeto, que valoriza a sustentabilidade a diferentes níveis e incentiva a utilização de soluções inovadoras para dar resposta aos desafios da sociedade”.

O modelo de jardim projetado por Tom Dixon “traz a natureza para dentro das cidades e promove a economia circular, um conceito que faz parte da Corticeira Amorim desde 1963, através da qual assegura a reutilização de todos os subprodutos resultantes da transformação da cortiça”, conclui Cristina Amorim.

Já para o líder criativo da IKEA, James Futcher “a alimentação é uma parte crucial da vida quotidiana e, juntamente com Tom Dixon, a IKEA quer inspirar e viabilizar um estilo de vida mais saudável e sustentável. A participação no Chelsea Flower Show é um primeiro passo na nossa colaboração, onde esperamos desafiar o modo como a sociedade aborda o crescimento populacional e como é gratificante desenvolver os seus próprios alimentos num jardim dentro da cidade. O próximo passo será desenvolver uma série de produtos para o crescimento urbano”.

Comentários ({{ total }})

Corticeira Amorim envolvida em projeto de agricultura urbana do futuro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião