Vendas da IKEA Portugal sobem 14% para 457 milhões de euros

  • Lusa
  • 10 Outubro 2018

As vendas da IKEA em Portugal no ano fiscal terminado em agosto subiram 14% face ao período homólogo, para 457 milhões de euros. "Melhoria do clima económico" favoreceu a empresa.

As vendas da IKEA em Portugal cresceram 14% no ano fiscal terminado em agosto, face a igual período do ano anterior, para 457 milhões de euros, disse à Lusa a diretora-geral da subsidiária portuguesa, Helen Duphorn.

“Tivemos um ano fantástico no ano passado, o nosso negócio cresceu 14% para um nível de vendas de 457 milhões de euros e acho que este crescimento foi possível pela melhoria do clima em Portugal, as pessoas estão a ter mais confiança e também um desejo de melhorar a sua vida do dia-a-dia em casa. A IKEA é uma boa combinação com as necessidades de muitos portugueses em termos de oferta de alta qualidade e ‘design’ funcional a preços acessíveis”, afirmou a diretora-geral.

Questionada sobre o plano de expansão no mercado português, Helen Duphorn, que assumiu o cargo de diretora-geral em setembro do ano passado, afirmou: “Acreditamos em Portugal e planeamos aumentar o negócio nos próximos anos”. Mas, “atualmente, estamos a avaliar e a acompanhar o comportamento dos clientes e os seus desejos em como comprar e quando comprar, por isso, se os nossos clientes preferirem ir às nossas lojas, construiremos novas lojas; se mais portugueses escolherem comprar ‘online’, iremos construir esse canal de vendas”, acrescentou.

“Estamos já a vender online e estamos a construir os canais e as ferramentas para oferecer a melhor experiência aos nossos clientes, iremos seguir os clientes muito de perto e assegurar que estamos onde os clientes querem que estejamos”, disse.

No ano fiscal terminado em agosto, o peso do comércio eletrónico nas vendas era de cerca de 2,8%. Relativamente a objetivos da IKEA para Portugal, Helen Duphorn adiantou que o grupo não fala sobre metas de longo prazo. “Mas de certeza que o nosso negócio em Portugal tem muito boas possibilidades de crescer, pessoalmente considero que num prazo de 10 anos, mais ou menos, poderemos dobrar as vendas aqui”, apontou. Desde 2004, a IKEA investiu em Portugal mais de 844 milhões de euros, o que inclui as cinco lojas, os investimentos nas energias renováveis, entre outros.

A nível global, as vendas atingiram 34,1 mil milhões de euros, o que corresponde a uma subida de 4,7% ajustada do impacto cambial. A IKEA, que opera na área do mobiliário e decoração, é também conhecida pelas suas responsabilidades no que respeita à sustentabilidade.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vendas da IKEA Portugal sobem 14% para 457 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião