Hospital CUF Sintra abre portas. Cria mais de 500 empregos

O novo hospital da CUF representa um investimento de 38 milhões de euros. É uma expansão da rede de hospitais e clínicas do grupo, que conta com 18 unidades.

Abre portas ao público nesta segunda-feira o novo Hospital CUF Sintra, que vem substituir a clínica do grupo na cidade. O empreendimento prevê a criação de mais de 500 empregos diretos até 2020, 300 dos quais estão já assegurados na fase de abertura. As novas instalações representam um investimento de 38 milhões de euros.

“Com uma área de cinco mil metros quadrados e dois pisos, o novo hospital dispõe de consultas de mais de 32 especialidades médicas e cirúrgicas, exames, e ainda atendimento médico permanente disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano”, adianta a CUF, em comunicado.

Este investimento é “mais um passo no desenvolvimento e expansão da rede nacional de hospitais e clínicas CUF“, detida pelo grupo José de Mello Saúde, que tem ainda em construção mais uma unidade em Lisboa.

O grupo gere 18 unidades de saúde na rede da CUF, para além de duas em regime de Parceria Público-Privada (PPP). Uma delas no Hospital de Braga, cujo contrato vai chegar ao fim a 31 de agosto, e outra no Hospital de Vila Franca de Xira (HVFX), que irá também terminar a 31 de maio de 2021.

Neste sábado, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo anunciou que não vai renovar o contrato de gestão da PPP do HVFX e propôs à gestora o prolongamento do atual contrato até três anos. A José de Mello Saúde sinalizou que vai analisar a proposta do Executivo. O contrato de vigência da PPP do hospital termina a 31 de maio de 2021 e estava em causa a sua renovação por dez anos.

As PPP estão atualmente em discussão no Parlamento, enquanto se vota a proposta de Lei de Bases da Saúde. O PS apresentou propostas de alteração aos pontos que se debruçam sobre as PPP que não as proíbem, embora as condicionem. A votação destes pontos foi adiada por pedido do PCP.

Comentários ({{ total }})

Hospital CUF Sintra abre portas. Cria mais de 500 empregos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião