Tecnológica Primavera abre centro de I&D em Leiria. Vai investir um milhão de euros em três anos

  • Lusa
  • 3 Junho 2019

A empresa tecnológica, atualmente presente em Braga, vai instalar-se em Leiria com um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D).

A tecnológica Primavera Business Software Solutions (BSS) inaugurou um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) em Leiria e pretende investir cerca de um milhão de euros em três anos, sobretudo, na contratação de trabalhadores, anunciou esta segunda-feira.

“A Primavera está em franco crescimento e nós temos projetos muito ambiciosos em termos de desenvolvimento do produto, quer para o mercado nacional como internacional. A nossa dificuldade, neste momento, é a escassez de recursos. Se houvesse mais recursos mais contrataríamos e, por outro lado, também há uma dificuldade crescente em retê-los”, indicou o vice-presidente da Primavera para a área do desenvolvimento, David Afonso, em declarações à Lusa.

Para David Afonso, este centro vem assim permitir que a empresa cresça “mais depressa” ao nível dos recursos humanos, diversificando geograficamente a tecnológica que está sediada em Braga. “Braga e Porto são um mercado que está muito concorrido em termos de empresas nesta área, o que torna mais difícil a retenção de talento”, explicou.

Por outro lado, o Politécnico de Leiria é uma instituição com cursos “bastante relevantes” nesta área, constituindo uma “oportunidade para diversificar as fontes” e para recrutar profissionais qualificados, acrescentou.

Com abertura deste novo centro e, particularmente, para a contratação de efetivos, a empresa pretende investir em três anos cerca de um milhão de euros. “Esse investimento será, essencialmente, em capital humano. O espaço que temos albergará à volta de dez ou 12 pessoas, mas temos a intenção de crescer. Não temos um número fixo, mas é provável, se as coisas correrem bem, chegarmos às 20 ou 30 pessoas”, avançou David Afonso.

O objetivo para este novo espaço passa ainda pela introdução de novos conceitos de inovação, permitindo que a empresa renove a sua oferta de soluções cloud (rede global de servidores remotos). A liderar o centro de I&D em Leiria está Miguel Dias, que já desempenhava funções na empresa em áreas como desenvolvimento e produto.

Além de Braga, a multinacional portuguesa tem delegações em Lisboa, Madrid, Luanda, Maputo e na Cidade da Praia (Cabo Verde). No total, a empresa já conta com 40 mil clientes espalhados por mais de 20 países.

Nós acreditamos que com as soluções cloud e a inovação que estamos a trazer a estas soluções, através da integração de áreas de inteligência artificial, que teremos soluções bastante competitivas. Acreditamos que podemos desbravar novos mercados e é por isso que temos que acelerar este desenvolvimento, não só para servir os mercados onde já estamos instalados, mas, sobretudo, para conquistar novos mercados”, concluiu.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Tecnológica Primavera abre centro de I&D em Leiria. Vai investir um milhão de euros em três anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião