Wall Street fecha em alta com adiamento da imposição de tarifas sobre México

Principais índices norte-americanos valorizaram mais de 0,5% depois das notícias que dão contas de um adiamento da imposição de tarifas sobre importações mexicanas.

Os principais índices de Wall Street voltaram a fechar um dia de negociação no verde esta semana, refletindo positivamente as notícias que deram conta da intenção da Administração Trump em adiar por agora a imposição de tarifas sobre importações mexicanas.

O Dow Jones avançou 0,74% esta quarta-feira, encerrando nos 25.722,15 pontos, seguido pelo S&P que valorizou 0,63%, para 2.843,52 pontos, e pelo Nasdaq Composite que terminou a negociação nos 7.616,55 pontos, representando um ganho de 0,53%. Esta foi a primeira vez que o S&P registou três dias de ganhos consecutivos desde meados de maio.

A Bloomberg noticiou ao princípio da tarde, citando fontes próximas do tema, que Donald Trump estava a considerar adiar a imposição de tarifas sobre bens mexicanos, que inicialmente tinham sido anunciadas para a próxima segunda-feira. Além disso, mas também no mesmo sentido, esta quarta-feira também ficou marcada pelo anúncio de Trump de que apenas iria decidir sobre a imposição de novas tarifas sobre importações da China depois da reunião do G20, prevista para o final do mês.

A perspetiva de adiamentos no avanço de mais tarifas no comércio internacional juntou-se assim à novidade que tem marcado esta semana nos mercados, de que a Reserva Federal poderá voltar a uma política monetária de redução de juros, para dar mais um dia de ganhos nas bolsas dos Estados Unidos. Ainda assim, Quincy Krosby, chief market strategist da Prudential Financial, lembrou à Reuters que “uma situação de fluidez como esta em termos de tarifas aconselha cautela e paciência do lado dos investidores”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street fecha em alta com adiamento da imposição de tarifas sobre México

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião