Vendas da Inditex batem novo recorde e alcançam 5.927 milhões de euros

  • Fátima Castro
  • 12 Junho 2019

A faturação do grupo Inditex bateu um novo recorde ao crescer 5% no primeiro trimestre deste ano. Grupo anuncia a entrada online em nove novos mercados, numa altura em que o canal impulsiona vendas.

A Inditex, dona de marcas como a Zara, MassimoDutti ou PullandBear, fechou o primeiro trimestre com vendas a atingir os 5.927 milhões, o que corresponde a um crescimento de 5% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Este crescimento foi impulsionado pela transformação digital do grupo espanhol e a aposta em lojas online.

O lucro da empresa melhorou 10%, entre fevereiro e abril deste ano, atingindo assim os 734 milhões de euros, um número recorde que volta a colocar a empresa num crescimento de dois dígitos. O EBITDA atingiu 1.675 milhões de euros, um aumento de 49%.

No entanto, como a empresa destaca, essas contas refletem pela primeira vez a aplicação do regulamento IFRS 16, o que torna certas variáveis ​não comparáveis. Sem isso, o crescimento do EBITDA teria sido de 9% e do lucro líquido de 7%.

O presidente da Inditex, Pablo Isla, ressalva que esses números mostram “a solidez do modelo da empresa, que continua a crescer em rentabilidade e geração cash flow após comprometer-se com uma oferta de moda de qualidade a favor do cliente”. Pablo Isla também destaca o “impulso permanente para a transformação digital da plataforma integrada de lojas e online, e para a sustentabilidade como um eixo estratégico da empresa”.

Entrada da Inditex em novos mercados online

Neste sentido, a Inditex, anunciou o lançamento de nove novos mercados online. Para além da abertura da Zara.com no Brasil, durante o primeiro trimestre, o grupo espanhol acaba de inaugurar a plataforma digital em Marrocos, Egito, Líbano, Israel, Sérvia, Indonésia, Emirados Árabes e Arábia Saudita.

Na campanha outono inverno, a Zara lançará vendas online em África do Sul, Catar, Kuwait, Bahrein, Omã, Jordânia, Colômbia, Filipinas e Ucrânia.

Face a este posicionamento no mercado, a marca espanhola registou um crescimento de vendas em todas as áreas geográficas.

Estes são os primeiros resultados que a Inditex apresenta após a nomeação de Carlos Crespo como CEO da empresa, que assumirá o cargo a partir de julho. O grupo está a passar por um profundo processo de transformação que culminará em 2020 – quando todas as suas marcas [Zara, Zara Home, Massimo Dutti, Bershka, Oysho, Pull & Bear, Stradivarius e Uterqüe] venderem os seus produtos para 200 mercados online, integrando o stock de todas as lojas físicas.

Comentários ({{ total }})

Vendas da Inditex batem novo recorde e alcançam 5.927 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião