INE tira pergunta sobre origem étnico-racial dos Censos 2021

  • Lusa e ECO
  • 17 Junho 2019

Francisco Lima recusou que os Censos sejam o meio mais apropriado para essa recolha de informação.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar a questão.

O presidente do INE, Francisco Lima, explicou, em conferência de imprensa, que se trata de uma “questão complexa, que exige mais recolha de informação”, mas recusou que os Censos sejam o meio mais apropriado para essa recolha de informação, adiantando que os Censos são um recenseamento da população e não uma ferramenta para a sua classificação.

Recorde-se que o grupo de trabalho criado pelo Governo para debater o tema era a favor de uma questão de resposta facultativa sobre a etnia.

A sugestão do grupo de trabalho era que se dividisse a população portuguesa em quatro grandes subgrupos: “Branco/Português branco/De origem europeia”; “Negro/Português negro/Afro-descendente/De origem africana”; “Asiático/Português de origem asiática/De origem asiática”; e “Cigano/Português cigano/Roma”.

Comentários ({{ total }})

INE tira pergunta sobre origem étnico-racial dos Censos 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião