Fisco aperta a malha a transferências no futebol e alojamento local

  • ECO
  • 21 Junho 2019

Plano de atividades para 2019 da AT prevê os setores que serão alvo de uma inspeção mais apertada, nomeadamente a mediação imobiliária e os negócios no futebol.

A inspeção tributária vai reforçar a fiscalização às atividades de alojamento local e aos negócios de futebol. Além disso, também a mediação imobiliária, restaurantes, hotéis, construções, o comércio a retalho e o transporte de passageiros em veículos ligeiros vão ser vistos à lupa.

Estes setores são os que estão inscritos no Plano Nacional de Atividades da Inspeção Tributária e Aduaneira para 2019, revela o Jornal Económico (acesso pago). Com a inspeção destas áreas, o Fisco prevê obter um valor na ordem dos 1.338 milhões de euros para correção de impostos.

Para executar o plano de inspeções para este ano serão mobilizados mais de dois mil funcionários, que devem estar preparados para sair dos gabinetes. Destes, a maior parte, 1.777 trabalhadores, é do setor tributário, enquanto os restantes 250 vão estar focados na área aduaneira.

Nos planos da Autoridade Tributária está também prevista a realização de atividade no exterior, sendo que 40% das ações inspetivas deverão ser feitas na rua. Este tipo de ações será um fator importante na dissuasão de comportamentos fraudulentos.

Comentários ({{ total }})

Fisco aperta a malha a transferências no futebol e alojamento local

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião