PSD ultrapassa PCP. É o partido mais rico em imóveis

  • ECO
  • 24 Junho 2019

O património imobiliário do PSD aumentou mais de quatro vezes em apenas um ano, na sequência da reavaliação pedida ao Fisco. Ultrapassou o PCP e é agora o partido mais rico em imóveis.

O PSD ultrapassou o PCP e é agora considerado o partido português mais rico em imóveis. Os ativos fixos tangíveis — sobretudo imóveis, mas também automóveis e outros bens — dos sociais-democratas aumentaram mais de quatro vezes entre 2017 e 2018, resultado de uma reavaliação do património pedida ao Fisco, noticiou o Público (acesso condicionado).

Em 2017, o PSD declarou apenas 5,9 milhões de euros em ativos fixos tangíveis, rubrica que subiu para 26,3 milhões com a reavaliação em 2018, que é mais de metade do valor patrimonial declarado por todos os partidos representados na Assembleia da República. A reavaliação colocou o partido presidido por Rui Rio no top dos partidos com maior valor patrimonial, superando o PCP, historicamente o partido com mais imóveis, que registou ativos fixos tangíveis de 14,7 milhões no ano passado.

De acordo com o Público, o PSD foi o único partido até ao momento a pedir uma reavaliação do valor do seu património imobiliário, pelo que os valores registados pelos restantes partidos deverá pecar por defeito. Desde logo, o PS registou um património de 6,7 milhões de euros, o BE tem um único imóvel avaliado em 1,5 milhões e o CDS tem um património avaliado em 425 mil euros.

Os sociais-democratas justificaram o pedido de reavaliação dos imóveis com a “situação financeira do partido”, tendo em conta que, como disse ao jornal o secretário-geral do PSD, José Silvano, a “avaliação patrimonial estava muito baixa”. No entanto, o Público lembra que a Entidade das Contas e Financiamentos dos Partidos (ECFP) pediu esclarecimentos ao PSD sobre as contas relativas a 2015. O PSD garante agora que está a atualizar as isenções, para que “não fique qualquer IMI por pagar”, mas recusou revelar os valores que estima ter de pagar.

Em causa está o facto de os imóveis dos partidos estarem isentos do pagamento de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), mas só se estiverem afetos à atividade partidária. No total, os partidos representados no Parlamento têm cerca de 50 milhões de euros em património imobiliário.

Comentários ({{ total }})

PSD ultrapassa PCP. É o partido mais rico em imóveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião