Benfica sobe 2,6% com negócio de João Félix. Bolsa de Lisboa segue em alta

O clube dos encarnados anunciou esta quarta-feira que a proposta pelo jogador de 19 anos foi oficializada e as ações reagem em alta. Por todo o mercado acionista português, o sentimento é positivo.

O maior negócio de sempre do futebol português está prestes a acontecer. O Atlético de Madrid fez uma proposta ao Benfica de 120 milhões de euros pelo jogador João Félix, que está a ser analisada pelo clube. Enquanto não há decisão, os investidores aplaudiram a proposta e as ações encarnadas valorizam 2,64% para 3,11 euros na abertura da bolsa de Lisboa.

O Benfica é a cotada que mais sobe no PSI-Geral, enquanto o índice de referência nacional, o PSI-20, abriu a ganhar 0,18% para 5.088,53 pontos. O setor do papel e pasta de papel está a impulsionar, com a Semapa a disparar 1,14% para 12,48 euros por ação, a Navigator a somar 1,03% para 3,34 euros e a Altri a ganhar 0,83% para 6,08 euros.

Em sentido contrário, a energia trava os ganhos. A EDP Renováveis perde 0,67% para 8,92 euros e a EDP cede 0,36% para 3,32 euros. Já a Galp Energia perde 0,59% para 13,41 euros, a reagir às correções no preço do petróleo, numa altura em que o brent cede 0,66% em Londres para 66,05 dólares por barril e o crude WTI perde 0,62% para 59,01 dólares em Nova Iorque.

Apesar destas perdas, Lisboa está a acompanhar a tendência de ganhos das principais praças europeias e asiáticas. O sentimento positivo está a ser influenciado por uma notícia que os EUA e a China terão chegado a um acordo que estabelece tréguas na guerra comercial antes do encontro entre os Presidentes Xi Jinping e Donald Trump, este fim de semana à margem da cimeira do G20.

O índice pan-europeu Stoxx 600 abriu a ganhar 0,1%, enquanto o alemão DAX sobe 0,5%, o francês CAC 40 avança 0,1%, o italiano FTSE MIB soma 0,39% e o britânico FTSE 100 ganha 0,1%. O espanhol IBEX 35 abriu flat.

O regresso do apetite dos investidores por ativos de risco levou a uma desaceleração na procura por dívida. Os juros das obrigações soberanas na Zona Euro segue, assim, em ligeira alta. A yield das Bunds alemãs a dez anos sobem 2,5 pontos para -0,278%, enquanto a yield dos títulos portugueses com a mesma maturidade avança dois pontos para 0,497%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Benfica sobe 2,6% com negócio de João Félix. Bolsa de Lisboa segue em alta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião